Publicada em 30/01/2018, às 18:04

Prazo para recuperação, características e metas: David é apresentado no Cruzeiro

Atacante, que vestirá a camisa 11, está confiante no tratamento e acredita que estreia será em breve

David ao lado do presidente Wagner Pires de Sá e Marcelo Djian (Foto: Gabriel Duarte)



David, enfim, foi apresentado como novo jogador do Cruzeiro. Ele é o último dos sete contratados do clube a conceder entrevista na Toca da Raposa. O agora camisa 11 do time celeste, ainda está lesionado - o que acarretou na demora para a oficialização. Porém, ele afirma estar em fase final de recuperação e que, em breve, estará pronto para estrear. Segundo prazo do departamento médico, o jogador deve voltar aos treinos no fim de fevereiro.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Acabei tendo uma lesão no final do Brasileiro e, na minha opinião, era uma lesão simples e que no começo do ano já ia estar bem. Mas, infelizmente, não foi assim. Acabou sendo uma lesão bem mais grave. Foi o que fez demorar. Mas, mesmo assim, a diretoria confiou em mim, apostou no meu trabalho, desde o primeiro momento, junto com os médicos, fisioterapeutas e acabou tudo se resolvendo. Estou me recuperando muito bem, estou muito feliz. Isso é o que importa.

David, de 22 anos, é atacante e se destacou na temporada passada com a camisa do Vitória. Em 2017, marcou 11 gols em 63 jogos. Ele, que atua pelas beiradas do campo, afirma que seu estilo de jogo é mais de explosão, que parte para cima dos adversários. Essas características o ajudaram a escolher o Cruzeiro como novo clube.

- Esse é meu ritmo de jogo, sempre buscando olhar para frente. Vou sempre em busca do gol. Estou feliz pelo elenco que o Cruzeiro tem. Tive outras propostas, mas no primeiro momento já escolhi o Cruzeiro. Sem da grandeza do clube, dos jogadores que ele tem, do estilo. Estou muito feliz.

No Cruzeiro, a concorrência será grande. O técnico Mano Menezes tem à disposição: Thiago Neves, Arrascaeta, Rafinha, Sobis, Rafael Marques e até mesmo Judivan, Raniel e Sassá (lesionado), que também podem fazer a função pelo lado do campo. No momento, porém, o principal “rival” é Rafinha, que vive grande fase e é o artilheiro do Mineiro, com quatro gols.

- Rafinha é um ótimo jogador. Quando ele entra, ele levanta a torcida, leva o jogo para frente. É esse ritmo de jogo que é minha característica também. Isso é o que encanta o torcedor. Vou brigar por posição com ele, mas é sadio, sempre respeitando todos.

Metas?
Os atacantes, geralmente, têm metas de gols a cada temporada. Com David, não é diferente. Porém, ele não estipula um número exato. Porém, ele quer balançar mais as redes do que na temporada passada, na qual marcou 11 vezes.

- Jogador tem que ter metas, né. Nas férias, já tem que pensar, para ter um ano brilhante. Infelizmente, com essa lesão, me tirou do inicio do ano. Eu não penso em nada abaixo da temporada passada, só melhorar. Com a equipe do Cruzeiro, com esses jogadores, tenho certeza que vou fazer bem mais gols, ajudar bastante, assim como ano passado (pelo Vitória).

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 09:04

Invicto, Cruzeiro defende liderança contra o pressionado Democrata pelo Mineiro

Clubes se enfrentam nesta sexta-feira, às 21h30, em Governador Valadares, pela sexta rodada

Mamudão será palco do duelo entre Democrata e Cruzeiro (Foto: Divulgação/ Democrata)



Já é Carnaval! Porém, ainda não para Democrata e Cruzeiro, que vão se enfrentar na noite desta sexta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mamudão, em Governador Valadares, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. Os times vivem momentos distintos na competição. A equipe de Mano Menezes ocupa o topo da tabela, com 13 pontos, e ainda está invicta neste ano. Já o clube do interior de Minas Gerais é o vice-lanterna, com quatro.



O Democrata chega na rodada precisando pontuar. O time repete o desempenho ruim do Mineiro do ano passado, quando quase foi rebaixado. Até aqui, a Pantera não teve sucesso jogando em casa: dois jogos e duas derrotas. Para o confronto com o Cruzeiro, a equipe está pressionada pelo resultado.

- É uma partida muito especial, contra um time grande. A gente tem que ter uma postura mais aguerrida. Trata-se de um jogo importantíssimo para nós, até mesmo em termos de tabela; precisamos pontuar nesta rodada - afirma o técnico Gilmar Estevam.

Nesta semana, o Democrata "ganhou" duas baixas no time titular. O zagueiro Allan Miguel torceu o joelho, rompeu os ligamentos e deve ficar afastado por um bom tempo. O goleiro Tiago Rocha também fica fora do duelo com a Raposa, por causa de um estiramento na coxa direita. Foram três treinamentos em campo, porém, sem poder contar com todos os jogadores disponíveis para a partida. Isso porque, devido ao desgaste, muitos foram poupados.



Noite de estreia

Líder, “com folga”, o Cruzeiro está tranquilo no Campeonato Mineiro e poderia, até mesmo, levar o time reserva para atuar em Governador Valadares. Porém, não parece ser a ideia do técnico Mano Menezes, que deve colocar em campo a maioria dos titulares. No ataque, o trio deve permanecer o mesmo: Rafinha, Arrascaeta e Fred. As mudanças devem ocorrer no sistema mais defensivo.

No treino dessa quinta-feira, Mano testou o argentino Mancuello entre os titulares. Ele deve atuar no lugar de Ariel Cabral e fechar a primeira linha do meio de campo ao lado de Henrique e Robinho. E não será apenas Mancu que fará o primeiro jogo entre os 11 iniciais. O lateral-esquerdo Marcelo Hermes pode estrear com a camisa do Cruzeiro logo na equipe principal. Egídio, “dono” da posição, deve ser poupado, já que jogou em todos os duelos da Raposa nesta temporada.

A dupla de zaga também sofrerá modificações. Certo é que o jovem Murilo, de 20 anos, será poupado e não vai iniciar entre os titulares. Léo terá um “novo” companheiro. Na quarta, Mano treinou com Digão. Porém, nas atividades dessa quinta, optou por Manoel - principal candidato à vaga no time.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte