Publicada em 30/01/2018, às 16:24

Para Mattos, Palmeiras pode disputar a maior Libertadores de todos os tempos

Diretor de futebol acredita que edição de 2018 do torneio será muito difícil

(Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Palmeiras direto no seu Messenger.

Embora mais uma vez tenha se reforçado e seja o único grande com 100% de aproveitamento neste início de ano, o Palmeiras tem repetido o discurso de se afastar de qualquer favoritismo em 2018. Para Alexandre Mattos, diretor de futebol, há outros clubes em vantagem. Como o Cruzeiro, que ele já havia citado no primeiro dia de pré-temporada.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





– Acho que o Cruzeiro ainda está um pouquinho à frente. Nós ainda não tivemos tanto tempo para treinar, e eles vêm de uma base campeã, se reforçaram muito bem, estão de parabéns – disse o dirigente, que esteve em Belo Horizonte a convite da organização do Troféu Guará, que premia os melhores jogadores do futebol mineiro.

– Talvez estejam um pouquinho na frente, mas tomara que a gente consiga trabalhar mais rápido para equilibrar.

O Cruzeiro, pelo qual Mattos foi bicampeão brasileiro (2013 e 2014), é um dos 17 clubes campeões que voltarão a disputar a edição deste ano da Libertadores. Edição que, na avaliação de Mattos, pode ser a mais dura de toda a história.

– Acho que inevitavelmente não tem como tirar (dessa lista) Boca, River, os campeões. No nosso grupo, temos o Alianza Lima, campeão peruano. São muitas equipes fortes, especialmente nesta edição, que vai dar um ar de, quem sabe, a (maior) Libertadores de todos os tempos - comentou, quando questionado sobre os principais rivais.

– É um torneio diferente, onde as equipes se doam bastante. Jogar fora do país, independentemente de qual seja, é um jogo complicado.

A estreia do Palmeiras será em 1º de março, fora de casa, contra adversário ainda indefinido - a última vaga do Grupo 8 está sendo disputada entre Olimpia (Paraguai), Junior Barranquilla (Colômbia), Carabobo (Venezuela) e Guaraní (Paraguai). A chave tem ainda Boca Juniors e Alianza Lima.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 21:55

Roger Machado treina equipe sem mudanças