Publicada em 30/01/2018, às 17:55

Para a alegria do pai, Kieza é oficialmente do Bota: "Felicidade imensa"

Quarto reforço para a temporada, atacante chega do Vitória, assina vínculo de dois anos e será apresentado nesta quarta-feira

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Kieza é Alvinegro. O Botafogo anunciou de forma oficial a contratação do atacante de 31 anos, que terá vínculo de dois anos e chega do Vitória. O atleta será apresentado nesta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O jogador é o quarto reforço do time para 2018. Antes dele chegaram o meia-atacante Luiz Fernando (ex-Atlético-GO), o meia Renatinho, (ex-Paraná) e o atacante Leandro Carvalho (ex-Paysandu).

- Reação foi de felicidade. Meu pai é botafoguense, tenho um primo que também é botafoguense doente. Então foi uma felicidade imensa de poder chegar a um clube maravilhoso como o Botafogo e que tem uma torcida maravilhosa - afirmou, à Botafogo TV.

- Vou ter uma cobrança maior, porque tenho um pai que é doente, é fanático. A família está toda feliz, e eu estou muito motivado para fazer um grande trabalho aqui.

Em sessão de fotos nesta terça-feira, Kieza foi ao gramado do Nilton Santos acompanhado de um botafoguense fanático: Carlos Almeida, seu pai. Carlos ficou muito emocionado, gaguejou e riu ao ver o filho de alvinegro e ao ganhar uma camisa oficial do clube.

- Estou muito feliz, não existe. É a maior alegria da minha vida. Em primeiro lugar, Deus. Em segundo ele, que me deu essa alegria. Eu não sei como está o coração, só Deus. É o momento mais feliz da minha vida. Vou cobrá-lo em casa e falar para ele meter todos os gols - afirmou Carlos, também à Botafogo TV.

Após negociação arrastada, que teve início em dezembro do ano passado, as partes envolvidas entraram em acordo no fim da semana passada. Kieza desembarcou no Rio de Janeiro no último domingo e realizou exames médicos na segunda-feira. Nesta terça, antes mesmo do anúncio, já treinou com parte do elenco no campo anexo do Estádio Nilton Santos.

O último grande momento do atacante foi no Bahia, em 2015, quando fez 29 gols em 50 jogos. Depois disso, teve passagem relâmpago e apagada no São Paulo. Kieza estava no Vitória desde março de 2016. No ano passado, anotou 12 gols em 32 jogos e vinha atuando na equipe titular nesse ano e enfrentou contra Globo FC, Juazeirense e Vitória da Conquista.

- Estou muito feliz de poder voltar ao Rio de Janeiro e jogar em um grande clube, como o Botafogo, realizando o sonho do meu pai, que é botafoguense doente. Toda minha família está em festa. Estou muito contente de poder representar uma grande camisa, como a do Glorioso.

- Espero ser muito feliz, poder fazer o que mais sei, gols e ajudar a equipe da melhor forma possível. Chego muito motivado em fazer um ótimo ano e dar alegrias a essa torcida maravilhosa.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 22:43

João Paulo, após a vitória: 'Pedimos paciência, vamos dar o nosso melhor'

Meia, que foi um dos mantidos na equipe pelo técnico Alberto Valentim, foi capitão e promete dedicação à torcida do Botafogo. Contra o Nova Iguaçu, houve momentos de vaias

João Paulo teve ótima movimentação e articulou as jogadas alvinegras (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Na estreia de Alberto Valentim sob o comando do Botafogo, vitória por 2 a 1 diante do Nova Iguaçu, no Estádio Giulite Coutinho, na abertura da Taça Rio. Apesar de não ter feito um dos gols desta quinta-feira, João Paulo foi o destaque individual da partida, que contou com gols de Kieza e Leo Valencia (Dieguinho foi quem descontou para os mandantes).



Logo após o confronto, o capitão alvinegro - o que seu deu pela ausência do lesionado Jefferson -fez uma análise do rendimento da equipe, que não vencia há três partidas. E prometeu ainda mais esforço para o restante do ano.

- A gente jogou bem, poderia ter vencido com placar mais elástico, agora é manter essa sequência porque esse grupo tem qualidade. Ver se a torcida volta a apoiar, porque a gente precisa deles para ir longe ao longo do ano - disse João Paulo, completando:

- Quando a sequência não é positiva, a crítica vem, faz parte do futebol. Só vitórias fazem com que a torcida volte a apoiar. Pedimos paciência, vamos dar o nosso melhor para a gente vencer.



O Botafogo de João Paulo volta a campo neste domingo, quando recebe a Cabofriense, às 19h30 (de Brasília), pela segunda rodada da Taça Rio.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!