Publicada em 30/01/2018, às 14:37

Eurico Miranda é eleito presidente do Conselho dos Beneméritos do Vasco

Eurico recebeu 69 dos 72 votos - dois foram brancos e um, nulo. Chapa única - Silvio Godói será o vice

Eurico Miranda Coletiva São Januário (Foto: Fred Huber / GloboEsporte.com)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

Eurico Miranda confirmou seu favoritismo e se elegeu nesta terça-feira presidente do Conselho dos Beneméritos do Vasco no lugar de Nelson Ribeiro de Souza. Eurico recebeu 69 dos 72 votos - dois foram brancos e um, nulo. Chapa única - Silvio Godói será o vice.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Eurico ocupou este mesmo cargo durante a gestão de Roberto Dinamite.

As atribuições do Conselho de Beneméritos, segundo o estatuto:

- Outorgar títulos de Grande Benemérito, expedido os respectivos diplomas, e apresentar parecer relativo à outorga dos de Benemérito, Emérito e Honorário;

- Exercer fiscalização direta sobre à administração do patrimônio social;

- Sugerir e acompanhar iniciativas da Diretoria Administrativa julgadas de alto interesse para a vida do clube, reunindo-se para este fim a pedido de qualquer dos seus membros, feito ao respectivo presidente, e opinar sobre assuntos de relevância sempre que solicitado pela Diretoria Administrativa;

- Opinar sobre filiação e desfiliação do clube, sobre suas atividades e as relações político-desportivas locais ou regionais;

- Opinar sobre a revisão dos preços dos títulos de sócio proprietário, taxas e mensalidades, submetendo suas conclusões à apreciação do Conselho deliberativo;

- Opinar sobre doações ou legados feitos ao clube;

- Convocar, mediante solicitação prévia ao presidente do Conselho Fiscal e ao Presidente da Diretoria, membros desses poderes para o fim de prestar informes e esclarecimentos sobre matéria indicada na convocação;

- Decidir os pedidos de comutação de pena de eliminação, quando formulados com base nas disposições do Artigo 43 do estatuto.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 20:46

Empresário de Martín Silva revela que pensou em tirar o goleiro do Vasco

Após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques desabafou em sua conta no Twitter

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

No dia 26 de julho de 2015, Martín Silva viveu um de seus piores dias com a camisa do Vasco. Era a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Cruzmaltino recebia em casa o Palmeiras e no fim do primeiro tempo já sofria uma goleada por 3 a 0.



Voltando ao time após dois meses fora por contusão, o uruguaio não foi poupado pela torcida, que o vaiou pelas falhas nos gols do adversário. Para piorar, Martín foi substituído no intervalo e após o jogo, o então treinador, Celso Roth, creditou a “erros individuais” a derrota por 4 a 1, além de barrar o arqueiro na sequência do campeonato.

Nesta quarta-feira (21 de fevereiro), após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques, empresário de Martín Silva desabafou em sua conta no Twitter.

“Em pensar que as vaias contra o Palmeiras, da torcida, foi a coisa mais covarde que vi, quase me fez tirar ele do Vasco”, contou o agente, para em seguida fazer uma advertência à torcida. “Só espero que apoiem quando falhar também, pois nas boas estão vários com ele. Quero ver nas más”, finalizou.






Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports