Publicada em 29/01/2018, às 12:02

Preparo de reforços, ajustes e jogo-treino: Corinthians faz planos para semana livre

Emerson Sheik e Danilo serão testados em jogo-treino contra o Nacional na terça

Segundo Fábio Carille, Danilo precisa estar melhor fisicamente (Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

Apesar da vitória sobre o São Paulo, no último sábado, o técnico Fábio Carille entende que o Corinthians ainda necessita evoluir em diversos aspectos. Por isso, a semana livre para treinos foi muito comemorada pelo comandante alvinegro, que já traçou planos para os próximos dias.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Dentre as prioridades de Carille e sua comissão técnica estão preparar os jogadores contratados para esta temporada, corrigir problemas apresentados pela equipe neste início de ano e melhorar o condicionamento físico do elenco, que voltou de férias há menos de um mês e teve apenas duas semanas de pré-temporada.

Na manhã de terça-feira, o Timão fará um jogo-treino contra o Nacional, equipe da Série A2 de São Paulo. A partida servirá, entre outras coisas, para Carille observar Emerson Sheik, já confirmado como relacionado para o duelo de domingo, contra o Novorizontino, fora de casa.

Além do atacante, Henrique e Renê Júnior, outros reforços para 2018, podem ir a campo. O zagueiro treinou em campo pela primeira vez no Corinthians na última sexta-feira, enquanto o volante vem aprimorando a forma física e ainda não foi relacionado para nenhum dos quatro jogos do Paulistão.

O veterano Danilo, de 38 anos, outro que ainda não atuou nesta temporada, também será testado.

– O Danilo treinou poucas vezes esse ano. Ele está nos nossos planos, por isso renovou. Mas precisa melhorar fisicamente e tecnicamente. Quem sabe para o próximo jogo já posso utilizá-lo – declarou Carille.

– Temos jogo-treino contra o Nacional, vamos colocar Emerson, Danilo... É uma semana para colocar minhas ideias. Não tivemos os jogadores em uma parte física melhor. Essa semana vai ser de muito proveito – completou o treinador.

Carille também pretende fazer correções. Uma delas envolve o posicionamento defensivo de Juninho Capixaba, que cometeu erros na marcação no clássico contra o São Paulo. Tais ajustes são feitos com a apresentação de vídeos e também com treinos específicos em campo.

Porém, antes dos trabalhos com Carille e os auxiliares, o elenco estará entregue ao preparador físico Walmir Cruz. É possível até mesmo que os titulares no Majestoso só trabalhem com bola a partir de quarta-feira.

A comissão técnica corintiana ainda vê o grupo de jogadores abaixo da forma física ideal e caindo de produção no segundo tempo dos jogos. Este problema, porém, deve acabar em breve, como explica Walmir Cruz:

– A partir da quinta ou sexta rodada teremos uma equipe melhor estruturada fisicamente. Com o passar dos jogos, tempo livre e as trocas de atletas, vamos evoluir. Não dá para estabelecer prazo, alguns jogadores estarão melhores antes, outros demoram mais. É bem provável que até a segunda quinzena de fevereiro a equipe esteja mais homogênea. Hoje há atletas que suportam mais, outros que sentem um pouquinho, há uma individualidade biológica. Creio que o grupo estará melhor mais ou menos um mês depois do início da pré-temporada.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:28

Júnior Dutra, do Corinthians, volta ao palco de parceria com Marcelinho Carioca

Atacante viveu parceria com o ídolo da Fiel entre 2008 e 2009 no Santo André

Junior Dutra será mantido no ataque do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

O jogo desta sexta-feira, às 19h, no Bruno José Daniel, será especial para Júnior Dutra, do Corinthians. Oito anos depois de deixar o Santo André rumo ao futebol japonês, o atacante volta ao ABC paulista para enfrentar sua primeira equipe profissional pela sexta rodada do Paulistão.



– Tenho um carinho e respeito muito grande pelo Santo André. Consegui ter uma projeção nacional atuando em competições importantes como o Paulistão e a Série A. Aprendi muito lá, o elenco tinha jogadores experientes e pude evoluir.

Um dos jogadores experientes com quem Dutra atuou no Ramalhão foi Marcelinho Carioca, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, em seu último ano de carreira profissional, aos 37 anos. Juntos, conseguiram o acesso para a Série A do Brasileiro em 2008. No ano seguinte, não conseguiram evitar a volta do clube para a Segunda Divisão.

– Joguei com o Marcelinho Carioca, que foi meu padrinho no futebol, no Santo André. Eu admirava muito ele, e depois jogamos juntos – citou Dutra, na chegada ao Corinthians.



Goleiro atual do Ramalhão, Neneca fazia parte do elenco em que Junior Dutra e Marcelinho Carioca atuaram. O técnico Sérgio Soares é outro velho conhecido do atacante corintiano.

Depois de deixar o Ramalhão, Dutra partiu para o futebol japonês (jogou por Kyoto Sanga e Kashima Antlers), passou pela Bélgica (no Lokeren), Qatar (no Al-Arabi) e voltou ao Brasil em 2016 para jogar pro Vasco e, depois, Avaí. Aos 30 anos, diz viver o auge da carreira no Corinthians.

– É o maior do futebol brasileiro. Estou me adaptando muito bem, até porque temos uma estrutura espetacular e o time é muito bom, rápido, de toque de bola e que encaixa bem com o meu jogo. Venho conquistando o meu espaço e a torcida tem me apoiado bastante. Quero escrever uma bonita história nesse time que estou realizando o sonho de defender – afirmou.

Ainda sem um reforço para o ataque, Fábio Carille tem dado sequência para Dutra no ataque do Timão. Kazim, que começou a temporada como titular, perdeu espaço e será opção no banco.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte