Publicada em 29/01/2018, às 21:32

Justiça nega recurso e mantém bloqueio a 30% das receitas do Fluminense

A ação, referente ao não cumprimento de penhora da venda de Wellington Nem, pode atrasar o pagamento do Sporting por Wendel e, com isso, a regularização do salários de jogadores

Wendel na apresentação ao Sporting no estádio José Alvalade (Foto: José Cruz/Site oficial do Sporting)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O recurso do Fluminense contra o bloqueio de 30% de suas receitas foi negado. A decisão do desembargador Guilherme Couto de Castro, publicada nesta segunda-feira, recusou os argumentos do clube e pode gerar uma série de consequências.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A ação que determinou o bloqueio, de autoria da Procuradoria da Fazenda Nacional, corre na 10ª Vara de Execução Fiscal. Ela remonta a 2013, quando da venda de Wellington Nem ao Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Na ocasião, o ex-presidente Peter Siemsen não cumpriu a decisão que penhorou o dinheiro do negócio para o recolhimentos de impostos em atraso.

No recurso apresentado, o time das Laranjeiras argumentou que o bloqueio prejudicaria a vida financeira da instituição, incluindo o pagamento de funcionários e de parcelas do Profut. Como não foi atendido, poderá não cumprir a promessa de regularizar os salários atrasados até o dia 31 de janeiro.

Isto porque a direção contava com o dinheiro da venda de Wendel ao Sporting, de Portugal. O clube europeu acordou depositar os 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 29,1 milhões) da negociação até a próxima quarta-feira.

Cumprindo o prazo, 30% ficarão retidos. A decisão ainda pode afetar futuras vendas, como a de Henrique Dourado, e incide nas demais receitas, como direitos de transmissão, bilheteria e patrocínios.

Caso os atrasados não sejam pagos, o diretor esportivo Paulo Autuori pode deixar o clube. Os jogadores têm de receber ainda 13º e férias de 2016 e 2017 além de cinco meses de direitos de imagem.

A Procuradoria busca o pagamento de R$ 31 milhões devidos pelo clube, referentes ao não pagamento de Imposto de Renda e INSS no período 2007-2010. O Tricolor não se manifesta sobre o caso.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 21/02/2018, às 14:49

Atacante Romarinho está de saída do Fluminense

Jogador foi contratado em agosto de 2017 a pedido do técnico Abel Braga

Indicado por Abel Braga, Romarinho não convenceu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Contratado em agosto de 2017, a pedido do técnico Abel Braga, após se destacar pelo Globo-RN no duelo com o Fluminense, pela Copa do Brasil, Romarinho está de malas prontas para ir embora das Laranjeiras. Sem espaço na equipe e com contrato vigente até 31 de maio, seus empresários conversam com a diretoria para antecipar o distrato.



Contratado por empréstimo com opção de compra, Romarinho, em quase seis meses, jamais caiu nas graças da torcida foram oito jogos, apenas um como titular, e nenhum gol marcado. A expectativa é que a rescisão do atacante aconteça nos próximos dias. Enquanto isso, ele tem treinado à parte.

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia