Publicada em 29/01/2018, às 14:09

Jogada ensaiada dá certo e é alento do Galo; Gabriel promete mais surpresas

Escanteio cobrado fechado, com muitos jogadores na área, acaba em gol após dois jogos de tentativas. "No decorrer do ano vocês vão ver outras jogadas também", avisa o zagueiro

Jogada de escanteio do Atlético-MG com os jogadores na pequena área (Foto: Rafael Araújo)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O time titular do Atlético-MG em 2018 tem mostrado uma faceta na bola parada que pode se tornar uma interessante arma durante a temporada. Uma jogada ensaiada bem perigosa nas cobranças de escanteio, principalmente quando se tem um bom batedor de bola parada e um excelente cabeceador. Contra o Patrocinense, no empate por 2 a 2, ela fez efeito pela primeira vez.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Seja pela direita ou pela esquerda, Otero é o responsável pelos escanteios. A cobrança do venezuelano é sempre fechada e na direção do gol, como se fosse tentar um gol olímpico – feito já alcançado por ele no Atlético-MG. Com a pequena área cheia de jogadores, qualquer desvio é fatal para o goleiro. E foi justamente assim que o Galo abriu o placar contra o Patrocinense, com Leonardo Silva ganhando no alto e marcando o 30º gol dele com a camisa alvinegra.

Contra o time de Patrocínio foram sete escanteios em menos de 25 minutos. Em todos o Atlético-MG usou a mesma tática, até Otero encaixar bem a cobrança na cabeça de Léo Silva. Nas duas primeiras partidas em casa, quando os titulares foram utilizados, foram 21 escanteios totais. Em grande maioria a jogada foi utilizada, tendo sucesso efetivo a primeira vez contra o Patrocinense.

A jogada é treinada com frequência na Cidade do Galo e deu certo. Gabriel, um dos jogadores que tumultuam a pequena área do goleiro adversário, destacou que esta é apenas uma das jogadas que o time vem preparando.

- Muito treinamento e muitas repetições. O Oswaldo cobra muito isso da gente. No decorrer do ano vocês vão ver outras jogadas também. Este é um mérito muito grande que o Oswaldo está tendo, com a batida do Otero que é muito boa e com grandes cabeceadores. Agora deu certo. Que durante a pré-temporada a gente possa aprimorar isso, porque é muito importante. Às vezes o jogo está muito difícil, e a gente precisa da bola parada. Vamos aprimorar isso para ser o nosso diferencial.

Dono de uma bola parada perigosa e fundamental para a jogada dar certo, Otero valoriza o fato de o lance ter dado certo pela primeira vez.

- É igual no jogo. Uma jogada ensaiada que bato fechado, todo mundo fica em cima do goleiro. Graças a Deus deu certo – completou o meia venezuelano.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:38

Treino indica titulares do Galo poupados antes de jogo pela Copa do Brasil

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

Neste domingo o Atlético-MG enfrenta o Tupi, às 17h, pela Campeonato Mineiro, em Juiz de Fora. Para o duelo válido pela oitava rodada do Estadual, o Galo deve jogar com uma equipe reserva, já que na próxima semana o clube tem compromisso pela terceira fase da Copa do Brasil, contra o Figueirense, em Florianópolis.



Pela atividade realizada nesta sexta-feira à tarde, na Cidade do Galo, o técnico interino Thiago Larghi optou por uma escalação alternativa. O time foi formado por Cleiton, Samuel Xavier, Iago Maidana, Matheus Mancini e Danilo; Arouca, Gustavo Blanco, Tomás Andrade e Cazares; Luan e Carlos.

Além do jogo de ida pela terceira fase da Copa do Brasil, a próxima semana tem outro importante compromisso para o Atlético, o clássico com o Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro.

Com 11 pontos conquistados no Estadual, o Galo tem situação bem encaminhada para se classificar às quartas de final do torneio. Por outro lado, o rival celeste tem 19 pontos, que praticamente tira a equipe alvinegra da disputa pelo primeiro lugar, que dá vantagens nas etapas seguintes da competição.




O Atlético ainda faz mais um treino antes de enfrentar o Tupi. No entanto, como é costume na Cidade do Galo, a atividade vai acontecer sem a presença da imprensa.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte