Publicada em 29/01/2018, às 13:50

Grêmio quer dar "suporte" a meninos, mas alerta: "Não podemos mais perder pontos"

Direção do clube gaúcho não quer ver os garotos “queimados” pelo desempenho ruim no Gauchão

Direção mostra apoio a jovens do Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Grêmio direto no seu Messenger.

Quatro jogos, sendo três derrotas e apenas um empate. O início do Gauchão para o Grêmio é muito pior do que o imaginado, mesmo para um time de transição, formado essencialmente por garotos. Na direção do clube gaúcho, o discurso é justamente o de dar apoio aos meninos, para não “queimar” possíveis promessas. Em contrapartida, há um alerta: o Tricolor não pode mais perder pontos no estadual.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Quem fez essa manifestação foi o diretor executivo André Zanotta, logo após a derrota por 2 a 0 para o São José, neste domingo no Passo D’Areia. O dirigente elogia a qualidade dos garotos, mesmo com a má campanha.

– Temos de tomar todo o cuidado. É um grupo de qualidade, que está sendo preparado para estar no grupo principal. Não podemos pular etapas. De certa forma eles jogaram esse Gauchão, perceberam a cobrança que é jogar no Grêmio e estar numa competição profissional. Temos de dar todo o suporte a eles e à comissão técnica e seguir em frente, não podemos mais perder pontos – afirma.

Zanotta também admite que o início da temporada é plenamente “insatisfatório”. Por outro lado, há a confiança de que Renato Portaluppi faça uma campanha de recuperação – o grupo principal estreia no final de semana.

– É óbvio que expor tantos jovens em função da volta tardia do principal deixa o torcedor desconfiado. Sabemos que esses meninos vão render muitos frutos pro Grêmio. O Renato tem acompanhado os jogos, sabe da qualidade deles, e isso será avaliado mais para frente – completa. – Eu acho que o resultado foi muito longe do satisfatório. O desempenho foi, talvez, melhor que o resultado, mas ainda precisamos evoluir bastante para ter uma sequência mais satisfatória.

Não há a certeza de que o grupo de transição voltará a ser utilizado no Gauchão. O certo é que Renato estreia com o elenco de Grohe, Geromel, Luan e cia no próximo sábado diante do Cruzeiro-Rs, na Arena, pela quinta rodada do Gauchão.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 21:07

Como estão indo os reforços mais badalados para 2018? Veja raio x

Titular? Reserva? Fazendo gols? Confira o que andam fazendo as contratações dos clubes



O mercado da bola foi movimentado e muitas negociações de impacto fora seladas para 2018. Mas como andam hoje os principais reforços dos times brasileiros? Muitos já são titulares nos seus novos times e estão "voando". Outros ainda estão em busca de espaço. Confira situações.



Henrique chegou ao Corinthians e já encontrou espaço no time titular. O zagueiro já tem dois jogos pelo Timão, porém a equipe foi vazada em ambos os duelos e ainda não venceu com ele em campo (1 a 0 para o São Bento e 1 a 1 diante do Red Bull Brasil).

Emerson Sheik ainda não foi titular desde que retornou ao Corinthians. São três jogos e nenhum gol ou assistência ainda. Ele entrou no segundo tempo dos três duelos.

Júnior Dutra chegou e conquistou seu espaço. Reserva nos dois primeiros jogos do Paulistão, ele marcou no segundo duelo (goleada por 4 a 0 sobre o São Caetano) e não demorou para virar titular. Ele esteve em campo nos oito jogos no Paulista, sendo titular em cinco oportunidades.



Lucas Lima chegou com tudo no Palmeiras. Oito jogos (todos como titular), um gol e três assistências. Tudo isso invicto - com seis vitórias e dois empates.

Gustavo Scarpa ainda está buscando seu espaço no Palmeiras. São três jogos, todos saindo do banco, sem gol ou assistência.

Marcos Rocha começou bem pelo Palmeiras. Titular em sete jogos e dono de quatro assistências.

Gabigol está iluminado em seu retorno ao Santos. Três jogos, todos como titular, e três gols - um em cada duelo. O último garantiu vitória no clássico sobre o São Paulo, no Morumbi.

Eduardo Sasha também está brilhando no Santos. O atacante tem sete jogos, dois gols e uma assistência. Ele ganhou vaga como titular em sua quarta partida e não perdeu mais o lugar.

Diego Souza já fez nove jogos pelo São Paulo, oito deles como titular. São dois gols pelo Tricolor, mas o meia-atacante ainda não solucionou os problemas do Tricolor no setor ofensivo.

Nenê chegou ao São Paulo e tornou-se titular, com cinco jogos disputados - todos entre os 11 principais. O meia já tem dois gols pelo Tricolor.

Anderson Martins começou com moral no São Paulo, sendo titular por três jogos - seus três únicos pelo Tricolor até aqui. Depois ele sentiu desconforto muscular na coxa esquerda e uma mialgia na região dorsal.

O meia Luiz Fernando foi titular em todos os sete jogos do Botafogo na temporada, mas ainda não balançou a rede pelo Glorioso.

Kieza está buscando seu espaço no Botafogo aos poucos. O atacante tem três jogos, todos saindo do banco, e um gol - em revés para o Flamengo por 3 a 1 na semifinal da Taça Guanabara.

Henrique Dourado chegou ao Flamengo com muita moral e em alta. Três jogos, todos como titular, e dois gols.

Já o atacante Marlos Moreno está procurando espaço. São apenas dois jogos - e saindo do banco no segundo tempo - e outros dois duelos como opção no banco, ainda sem gol marcado.

Jadson chegou bem ao Fluminense, logo conquistando vaga no time titular. O volante já tem seis jogos pelo Tricolor - todos entre os 11 principais.

O lateral-direito Gilberto já é peça importante no Fluminense: seis jogos, todos como titular, e dois gols marcados - ambos na partida contra o Salgueiro, goleada por 5 a 0 pela Copa do Brasil.

O volante argentino Desábato está em alta no Vasco. São sete jogos e lugar no time titular.

Rildo tem sido reserva neste começo de temporada no Vasco, mas sendo muito utilizado no segundo tempo das partidas. São seis jogos pelo clube (três deles pela Libertadores, saindo do banco) e dois gols.

Fred já tem sete jogos desde que voltou ao Cruzeiro. O atacante fez apenas um gol, mas tem "compensado" com participações em gols e fazendo trabalho de pivô.

O volante Bruno Silva tem quatro jogos na temporada, mas apenas dois como titular - e três como reserva não utilizado.

Roger tem variado entre jogos como titular e reserva. Já são seis jogos pelo Internacional, quatro como titular, e dois gols marcados - ambos em vitória por 3 a 0 sobre o Avenida.

Wellington Silva está buscando espaço no seu começo pelo Internacional. São dois jogos, ambos entrando no segundo tempo, e um como reserva não utilizado.

O lateral-direito Madson tem cinco jogos pelo Grêmio, todos como titular de time alternativo que vinha disputando o Campeonato Gaúcho.

O meia Alisson conseguiu lugar entre os titulares no Grêmio. São oito jogos pelo Imortal, três entre os 11 principais, e um gol marcado.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!