Publicada em 29/01/2018, às 14:25

Gabigol cita erros na Europa e despista sobre estreia em clássico

Apresentado pelo Santos nesta segunda-feira, atacante pode estrear no domingo, contra o Palmeiras. Antes, pede desculpa por vacilos pela Inter de Milão e reforça compromisso

Camisa 10 foi apresentado nesta segunda-feira, na Vila Belmiro (Foto: Gabriela Brino)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

Com desculpas. Assim Gabigol chegou à Vila Belmiro. Mas à nação santista, só juras de amor. As ressalvas foram referentes aos últimos 18 meses em que atuou na Europa, por Inter de Milão (ITA) e Benfica (POR).

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





As primeiras peguntas que respondeu na Vila Belmiro foram sobre o período no Velho Continente. Sem problemas de falar do passado, o camisa 10 do Peixe se justificou pelo pouco tempo de jogo.

- Acho que minha passagem pela Europa não foi como esperava. Mas não tive muitas oportunidades. Não é um bom momento de passar. Sempre me dediquei. Teve momentos que sei que errei, mas sempre treinei bastante e procurei espaço. Dificuldade sempre tem. As primeiras semanas foram muito difíceis. Pude me adaptar rápido, me surpreendi. Não tive sequência. Chegou o momento que vi que não teria muitas oportunidades. E tenho felicidade em jogar, preciso fazer isso - analisou.

Ansioso para voltar a vestir a camisa do Santos, Gabigol treina no CT Rei Pelé há menos de uma semana. Bem avaliado nos primeiros testes físicos, o camisa 10 tem a chance de reestrear no clássico contra o Palmeiras, no domingo, às 17h, no Allianz Parque, pelo Paulistão.

Porém, ainda não há confirmação do técnico Jair Ventura e nem mesmo do atacante.

- Eu me cuidei bastante, isso me ajuda bastante. Agradeço ao Sergio Peres, preparador físico do sub-23. Fiquei esperando a decisão ser tomada. Fiz alguns testes, estou treinando, treinei hoje que era folga. Amanhã tem dois períodos. Estou evoluindo bem, mas é cedo para falar que estou pronto. Se precisarem de mim, estarei à disposição - completou.

O Santos deve inscrever Gabigol no Boletim Informativo Diário da CBF durante esta semana para poder contar com o atacante no clássico.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 23/02/2018, às 14:16

Santos economiza R$ 2 milhões com “choque de gestão”, diz presidente

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

O presidente José Carlos Peres afirma que o Santos economiza R$ 2 milhões por mês com o choque de gestão implantado nas primeiras semanas de gestão, iniciada oficialmente em janeiro.



“Estamos com dois milhões de reais de economia por mês. Estamos reorganizando o clube através de uma empresa (de auditoria). Ela estará capacitando todos os funcionários no Santos. A última gestão teve balanços reprovados. Houve uma mudança no clube, sejam boas ou não as formas que somos obrigados a trabalhar, poderemos propor alguma mudança no estatuto no futuro. Não vão ter coisas ruins no clube. Pretendemos ter boas notícias. Vamos caminhar o clube à dívida zero. Não vamos fugir de nossa política”, disse o presidente, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

Peres assume as negociações do Santos após a demissão do executivo de futebol Gustavo Vieira. É ele quem comandará as tratativas por reforços.

“Eu estou dando sequência. Ele (Gustavo) me passou o que estava fazendo e estamos trabalhando nesse sentido. Não terceirizamos. O novo diretor deve chegar, mas não temos pressa. Falei com Jair e William (Machado), a conversa foi produtiva, e passei sobre a tranquilidade do clube. Não houve barulho, isso é maturidade. Seguimos dessa forma, sem pressa. Estarei próximo do futebol nesse período, trabalhando com eles e vamos atrás de reforços”, explicou Peres.



O gerente William Machado fica à frente do departamento de futebol por enquanto. O Santos tem interesse no retorno de Sergio Dimas, hoje diretor do Red Bull Brasil.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva