Publicada em 28/01/2018, às 19:16

Atlético-MG abre vantagem mas sofre empate do Patrocinense

Time titular do Galo sai para intervalo com placar positivo mas Águia consegue igualdade. Leonardo Silva faz o seu 30º gol com a camisa alvinegra

(Foto: Alessandra Torres/Photo Premium)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O duelo entre Atlético-MG e Patrocinense, válido pela quarta rodada do Campeonato Mineiro, terminou empatado. Sob olhar do recém contratado Tomás Andrade, que assistia o jogo no Independência, a equipe titular do Galo não conseguiu os três pontos. Leonardo Silva abriu o placar e Diego Borges marcou contra mas a Águia igualou o marcador com Marcelo Régis e Ademir. Vale lembrar que Leonardo Silva fez o seu 30º gol pelo Atlético-MG e se tornou o maior zagueiro artilheiro da história do clube. Com o resultado, o Galo assumiu a 4ª colocação, com 5 pontos e o Patrocinense, com a mesma pontuação, permanece em 6º lugar.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





GALO PRESSIONA

O Atlético-MG começou a primeira etapa controlando a posse de bola próximo da área adversária. O Patrocinense, acuado, não conseguia sair do campo de defesa. A marcação do Galo na saída de bola, atrapalhava o time visitante. O Alvinegro mostrou calma e trabalhou bem os passes, buscando espaço no setor defensivo da Águia. Os momentos mais perigosos do Atlético-MG foram com Otero de bola parada. O meia cobrou vários escanteios e lançou bolas fechadas para a área do Patrocinense.

Aos 24 minutos, Leonardo Silva fez o primeiro do jogo, após insistência do venezuelano. Foram sete escanteios em 24 minutos. A jogada, bem ensaiada, resultou no gol do Galo. O Patrocinense, sem conseguir trocar passes, tentou reagir com chutes à distância mas nada que ameaçasse o goleiro Victor. No final da primeira etapa, aos 47, Diego Borges fez contra, aumentando a vantagem do Alvinegro na partida. Fábio Santos cruzou e o zagueiro tentou tirar de cabeça, mas acabou botando a bola no fundo do gol.

PATROCINENSE REAGE

Na volta do intervalo, o Patrocinense se organizou. A equipe visitante foi para cima, buscando o empate. Aos 14 minutos, Marcelo Régis, diminuiu para a Águia. O atacante cabeceou no contrapé de Victor, não dando chances para o goleiro. O desempenho do Atlético-MG, no segundo tempo, caiu. O time alvinegro não conseguia prender a bola no ataque e passava sufoco com as investidas do Patrocinense.

Aos 30 minutos, a Águia surpreendeu, alcançando a igualdade na partida. Ademir, de cabeça, aproveitou sobra de bola e empurrou para as redes. Cinco minutos depois, o zagueiro da Patrocinense, Rodolfo Mol, foi expulso. Ele levou o segundo cartão amarelo, por ter puxado Elias, que tentava um contra-ataque. Oswaldo de Oliveira fez três alterações depois do empate, o Atlético-MG até aumentou o volume de jogo mas não conseguiu sair com vitória.

PRÓXIMOS JOGOS

O Atlético-MG vai visitar o URT, na cidade de Patos de Minas, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. A partida será domingo, às 19h30, no Estádio Zama Maciel. Já o Patrocinense vai encarar o Democrata GV, no Estádio Pedro Alves do Nascimento, domingo, às 16h.

ATLÉTICO-MG X PATROCINENSE

Local: Independência, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 18/01/2018 - 17h
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Ricardo Junio de Souza e Augusto Magno de Ramos
Cartões amarelos: Fábio Santos (CAM); Rodolfo Mol, Ademir, Juninho Arcanjo, Magal e Mário César (PAT)
Cartões vermelhos: Rodolfo Mol
Gols: Leonardo Silva (24'/1ºT) (1-0), Diego Borges (47'/1ºT) (2-0), Marcelo Régis (14'/2ºT) (2-1) e Ademir (30'/2ºT) (2-2)

ATLÉTICO-MG: Victor; Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel, Fábio Santos; Arouca, Elias (Gustavo Blanco), Cazares (Bruno Roberto), Otero; Róger Guedes (Marco Túlio), Ricardo Oliveira. Técnico: Oswaldo de Oliveira

PATROCINENSE: Neguete; Ângelo, Diego Borges, Rodolfo Mol, Danilo Tarracha (Magal); Leomir, Mário César, Jefersom Berger, Juninho Arcanjo (Diogo Peixoto); Ademir, Marcelo Régis (Genesis). Técnico: Rogério Henrique

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 09/02/2018, às 11:19

Cuca vira primeira opção do Atlético-MG para a vaga de Oswaldo de Oliveira

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O Atlético-MG já está à procura do substituto de Oswaldo de Oliveira. A ideia do clube é buscar Cuca para a vaga do técnico que foi demitido na madrugada desta sexta-feira (9) na Cidade do Galo.



Campeão da Copa Libertadores da América de 2013 pela equipe de Belo Horizonte, o ex-comandante do Palmeiras já foi procurado por Alexandre Gallo, diretor de futebol, para retornar à cidade mineira.

A ideia é que o treinador feche contrato até dezembro deste ano na Cidade do Galo. Ele é o nome preferido da cúpula para a vaga. Um vínculo mais longo, no entanto, não está descartado.

Abel Braga, hoje no Fluminense, também é um nome que agrada ao presidente Sérgio Sette Câmara e ao diretor de futebol Alexandre Gallo.



A volta de Cuca ao Atlético pode acontecer quatro anos após sua saída. Depois de vencer a Libertadores pelo clube, ele renovou o contrato, mas acabou saindo devido à proposta do Shandong Luneng, da China, onde ficou até o fim de 2015.

O técnico voltou ao Brasil no início de 2016 e conduziu o Palmeiras ao título do Campeonato Brasileiro. Em 2017, ele voltou à Academia de Futebol, mas não obteve o mesmo sucesso e acabou demitido.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte