Publicada em 27/01/2018, às 13:58

Da Série B ao tri, Michel vive fama após 2017 dos sonhos: "Ficha só caiu nas férias"

Após deixar o Atlético-GO, volante viveu melhor temporada da carreira com título da Libertadores no ano passado pelo Grêmio

Michel vibra com 2017 dos sonhos com a camisa do Grêmio (Foto: Eduardo Deconto)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Grêmio direto no seu Messenger.

Campeão da Série B pelo Atlético-GO em 2016, Michel chegou ao Grêmio no começo de 2017 como uma contratação de pouco alarde, como uma aposta de Renato Portaluppi... Que deu resultado de sobra. Após um início de certa desconfiança por ser um nome quase desconhecido da torcida, o volante cavocou seu espaço não só para assumir a titularidade, mas para viver um ano dos sonhos no Tricolor.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A conquista do tricampeonato da Libertadores, claro, foi o ápice, capaz de fazê-lo escrever seu nome na história do clube. Mas a temporada passada também lhe rendeu premiações individuais. O jogador foi eleito o melhor volante do Campeonato Brasileiro no ranking do troféu Bola de Prata, da revista Placar.

Ao todo, foram 52 jogos com oito gols marcados. O retrospecto fez o Grêmio comprá-lo do Novorizontino, para firmar vínculo até 2019. E mais: despertou a fama no período de férias, no Rio de Janeiro natal. O período de descanso, aliás, foi o momento em que a "ficha" enfim "caiu".

– A ficha caiu nas férias, no reencontro com a família, amigos. A recepção, a fama fica maior, aí que a ficha cai. Em todas as entrevistas alguém perguntava sobre isso. Eu falava que foi tudo muito rápido. Vim da Série B, sendo campeão, uma equipe de tamanha tradição quanto o Grêmio, estar disputando Libertadores, Brasileiro, Gauchão... Foi um sonho tremendo. Agradeço a Deus, a minha família – afirmou o volante, na entrevista coletiva desta sexta-feira.

O histórico para lá de positivo o faz ingressar em 2018 com o nível de exigência ainda maior. E não apenas para tentar repetir ou se aproximar do ano passado de conquistas. Michel projeta um "recomeço" até para brigar por posição em seu setor, com o capitão Maicon, Arthur e Jailson como principais concorrentes.

– Fico muito feliz pelo ano e pela Bola de Prata. É um recomeço. É tudo novo. A briga por posição, ainda mais no meio-campo, é acirrada. Sao jogadores de alto nível, nível de Seleção. Arthur, Maicon, o Jailson, que terminou o ano muito bem. Estou 100% pra voltar esse ano. Essa preocupação vai para o Renato. A cobrança vai ser maior. A gente mostrou um futebol muito bom. Temos que superar isso em 2018. O mínimo que a gente tem que fazer é mostrar o mesmo, dar títulos, boas atuações, elevar o nome do Grêmio ao topo do futebol mundial – ressalta.

O elenco gremista segue em sua pré-temporada com treino em dois turnos neste sábado. No domingo, está previsto um jogo-treino pela manhã no CT Luiz Carvalho. À tarde, o elenco de transição encara o São José, às 17h, no Passo D'Areia, em sua última participação no Gauchão, em duelo válido pela 4ª rodada.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 12:47

Provável nova camisa 1 do Grêmio tem imagens vazadas na internet. Veja fotos

CLIQUE AQUI e receba notícias do Grêmio direto no seu Messenger.

A provável nova camisa 1 do Grêmio, produzida pela Umbro, teve diversas imagens vazadas na internet. O manto segue o padrão tradicional com as listras verticais, com a gola e punhos na cor branca. O logo da Umbro na frente da camisa foi posto em dourado, em vez de branco.



A interna da gola apresenta estampados todos os escudos que já foram usados pelo clube, juntamente com uma imagem comemorativa aos 115 de fundação. Este mesmo selo também foi colocado na parte inferior da camisa.

O Grêmio ainda não confirma a autenticidade do modelo. O Tricolor deve usar a novidade pela primeira vez na partida contra o Defensor, do Uruguai, na próxima terça-feira, na estreia do time na Libertadores.













Conteúdo publicado originalmente no site Lance!