Publicada em 25/01/2018, às 16:12

Por "primeira imagem", Mano projeta estreia de Mancuello apenas em clássico

Argentino vem treinando normalmente, mas, por ter chegado por último, ainda merece cuidado especial da comissão técnica; primeiro jogo pode ser contra o América-MG, no início de fevereiro

Mancuello, ao lado de Edilson: argentino vem treinando normalmente com o grupo (Foto: Gabriel Duarte)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Cruzeiro direto no seu Messenger.

Último jogador a iniciar a pré-temporada na Toca da Raposa II, por causa da sua contratação, o argentino Mancuello ainda terá de esperar mais um pouco para estrear. Temendo que a primeira imagem não seja a mais agradável, por causa do pouco tempo de trabalho com o meia, Mano Menezes projeta a estreia do contratado apenas na partida contra o América-MG, no dia 4 de fevereiro, no Mineirão.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Preocupação e cuidado
Mano explicou porque está tomando este tipo de cuidando com o argentino e citou ser o mesmo caso caso do lateral esquerdo Marcelo Hermes.

- O Mancuello vai ter condições, na nossa avaliação, de estrear no jogo seguinte, na nossa casa (contra o América-MG). Certamente não vou utilizar ele em Ipatinga, jogando contra o Tombense. Ele chegou depois . São jogadores que temos que ter cuidado, cuidado que temos com o Marcelo Hermes, que chegaram em uma condição diferente dos outros. Essa preocupação que, quando entrarem, entrem bem - avaliou o treinador.

Mancuello vem treinando com o grupo normalmente e se condicionando fisicamente, além de estar pegando ritmo de jogo. O argentino, segundo Mano, precisa ter um olhar mais cuidadoso da comissão técnica, por enquanto.

- Tenho essa preocupação, porque sei que a primeira imagem é importante. Você traz um jogador para o grupo, ele faz a estreia, e estas avaliações começam a partir da estreia. Então, vamos tomar o cuidado necessário, para que tenham o melhor da condição, para que possam render bem.

Mancuello assinou contrato com o Cruzeiro por três temporadas. O clube mineiro pagou R$ 5,8 milhões ao Flamengo por 60% dos direitos econômicos do jogador. O nome dele ainda não foi publicado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e, portanto, não pode estrea.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 12:05

Cruzeiro faz força-tarefa para evitar novas lesões e programa volta de Dedé

(Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Cruzeiro direto no seu Messenger.

Uma preparação especial para evitar novas lesões. O Cruzeiro programou uma série de treinos para fortalecer a musculatura de Dedé e impedir que o atleta volte a sofrer com problemas físicos. No sábado (24), ele deve fazer seu primeiro jogo como titular da equipe desde a recuperação.



Foi comum, sobretudo durante a pré-temporada, vê-lo treinando à parte. O zagueiro foi o único do elenco a treinar todos os dias na Toca da Raposa II. Mesmo durante as viagens do grupo, lá estava o defensor em sua rotina especial.

O foco dos trabalhos foi deixar as articulações dos joelhos mais resistentes. Nos bastidores, há muita preocupação em relação à condição física do atleta. O calvário de lesões de Dedé se iniciou em novembro de 2014. Desde então, ele fez apenas 12 partidas e acumulou problemas nos dois joelhos.

Para evitar que o jogador volte a sofrer com os problemas, Dedé foi acompanhado de perto por Sérgio Campolina, chefe do departamento médico do clube, e Emerson Polimeno, novo preparador físico da equipe. A dupla teve a incumbência de fazer o cronograma de Dedé e também de obrigá-lo a reduzir o ímpeto nas atividades.



"Essa sequência de treino foi até analisada pelos setores de fisiologia, fisioterapia e pelos médicos. Para isso, tive de fazer vários testes. Esse período todo de treinamento foi de muita evolução, me deu muita confiança. Graças a Deus estou treinando sem dor desde que comecei a fisioterapia. Tanto que fui até rápido trabalhar a parte física", declarou.
"No ano passado também estava me sentindo bem, mas tinha desequilíbrio do lado esquerdo. Aí sobrecarregou. E mesmo com o desequilíbrio no ano passado, acho que fiz bons jogos, sendo até eleito pela imprensa como melhor em campo. Mas nessa nova etapa estou me sentindo bem, diferentemente do ano passado", concluiu.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte