Publicada em 24/01/2018, às 15:52

Joia aceita comparação com Arthur, mas evita badalação após destaque no Grêmio

Matheus Henrique foi o principal jogador do Tricolor nos dois jogos pelo Gauchão até aqui e projeta duelo contra o Avenida, nesta quarta-feira, nos Eucaliptos

Matheus Henrique marcou dois gols pelo Grêmio em 2018 (Foto: Itamar Aguiar/Agência Freelancer)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Grêmio direto no seu Messenger.

Os garotos do time de transição ainda patinam ao representar o Grêmio no Gauchão, com apenas um ponto somado nos dois jogos disputados até aqui pela competição. Mas há um nome, em especial, que faz os torcedores quase esquecerem da arrancada aquém do esperado no estadual para projetar um futuro próspero: Matheus Henrique. E o jovem de 20 anos se mostra atento ao holofote que atraiu, sem se deixar iludir pelo protagonismo assumido mesmo nos tropeços.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Entre resultados negativos, o meia se destacou por ter anotado um gol em cada uma das partidas até aqui – o empate em 1 a 1 com o São Luiz e a derrota por 5 a 3 para o Caxias. Mas chama atenção, de fato, por seu estilo de movimentação, com giros frequentes no centro do gramado para se desvencilhar da marcação... Justamente como Arthur cansou de fazer na campanha que rendeu ao clube o tri da Libertadores.

A comparação é inevitável, e o próprio Matheus Henrique – antes chamado de Matheuzinho – a assimila com naturalidade. A mesma naturalidade com que reconhece a exigência e o reconhecimento maiores por defender as cores do Grêmio no profissional. Não à toa, assume a responsabilidade de conduzir o Tricolor a uma vitória nesta quarta-feira, às 19h30, contra o Avenida, nos Eucaliptos.

– Ser comparado a ele ou outro grande jogador é sempre bom. Mas é mais para quem está de fora, sabemos da história, sei o tanto que ele lutou para estar hoje. É um jogador conhecido, um craque. Como tem a trajetória dele, estou buscando a minha. O que aumenta mais é a responsabilidade. Sabemos as últimas conquistas que vem tendo. É o momento de aparecer e agarrar as oportunidades. Todos vão olhar. Você já começa a ter mais fã clube, essas coisas no Instagram. Mas é não deixar cair, isso só tende a coisas boas – afirma o jogador, em entrevista coletiva.

O estilo parecido com Arthur, hoje titular indiscutível de Renato Portaluppi e alvo do Barcelona, fez o técnico César Bueno fechar os treinamentos antes da estreia do Grêmio na competição justamente para evitar as comparações. No time de transição, costuma atuar como meia interno pela direita, no esquema 4-1-4-1. Isso, após se adaptar à nova função. Contratado do São Caetano em fevereiro passado, o jovem chegou como meia-atacante e teve de recuar para executar os encargos que lhe são exigidos atualmente.

– No São Caetano era meia-atacante e atacante de beirada. Quando vim para o Grêmio, foi para isso. Mas quando fui começar os aspirantes, no fim do ano passado, o professor me colocou nesta função que faço hoje. Ele gostou e fomos dando continuidade. Fiz gols nessa função, também. Em questão de evolução, tem que sempre evoluir. Tem que ter mais atenção, porque no último jogo tínhamos 3 a 1, controlando a partida. Se a gente tivesse mais atenção, não teríamos levado a virada – ressalta o jogador.

Matheus Henrique tem contrato com o Tricolor, por empréstimo do São Caetano, até o fim da temporada. E já atuou antes pelo Grêmio. Jogou no clube no sub-16, mas foi dispensado. Acabou no São Caetano, onde jogou três anos e despertou interesse de diversos clubes brasileiros por conta do bom rendimento na Copa São Paulo de 2015. Quis o destino que voltasse ao Grêmio para acabar sua formação.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 12:47

Provável nova camisa 1 do Grêmio tem imagens vazadas na internet. Veja fotos

CLIQUE AQUI e receba notícias do Grêmio direto no seu Messenger.

A provável nova camisa 1 do Grêmio, produzida pela Umbro, teve diversas imagens vazadas na internet. O manto segue o padrão tradicional com as listras verticais, com a gola e punhos na cor branca. O logo da Umbro na frente da camisa foi posto em dourado, em vez de branco.



A interna da gola apresenta estampados todos os escudos que já foram usados pelo clube, juntamente com uma imagem comemorativa aos 115 de fundação. Este mesmo selo também foi colocado na parte inferior da camisa.

O Grêmio ainda não confirma a autenticidade do modelo. O Tricolor deve usar a novidade pela primeira vez na partida contra o Defensor, do Uruguai, na próxima terça-feira, na estreia do time na Libertadores.













Conteúdo publicado originalmente no site Lance!