Publicada em 23/01/2018, às 22:04

Defesa solicita, e depoimento de Mauricio Assumpção é adiado pela polícia

Advogados do ex-presidente do Botafogo pedem para que ele seja ouvido no Município de Areal, onde reside atualmente. Delegado acata e enviará ofício para a autoridade policial da região

Mauricio Assumpção na época em que foi presidente do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSPress)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Marcado para o início da tarde desta quarta-feira, o novo depoimento de Maurício Assumpção foi adiado e está sem data para acontecer. Os advogados do ex-presdiente do Botafogo solicitaram que ele se apresente na delegacia do Município de Areal, onde reside atualmente no Rio de Janeiro.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O pedido foi aceito pelo delegado titular da 5ª DP Marcus Henrique, que emitirá uma carta precatória (instrumento utilizado quando existem indivíduos em comarcas diferentes. Assim, envia-se uma carta precatória para outra comarca para citar/intimar o réu ou intimar testemunha a comparecer aos autos) ainda essa semana para o delegado da região.

O inquérito policial apura o cometimento de Estelionato, Apropriação Indébita e Associação Criminosa por Maurício Assumpção pelo empréstimo de R$ 20 milhões adquiridos junto a empresa Oderbrecht no período da interdição do antigo Engenhão em 2013.

Para esse novo depoimento, Maurício Assumpção responderá a 19 perguntas formuladas pelo jurídico do Alvinegro. Sendo assim, tudo será passado para a delegacia da região de Areal.

Entenda o caso

O Botafogo apresentou no último mês de outubro uma notícia crime contra o ex-presidente Maurício Assumpção. Ele é acusado de favorecer a Odebrecht, concessionária do Maracanã, com a interdição do Nilton Santos em 2013. Entre os citados na denúncia está Benedicto Barbosa da Silva Júnior, campeão de delações na Lava Jato.

O ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura delatou 30 pessoas na Lava Jato, um recorde na operação. O GloboEsporte.com teve acesso ao documento que mostra que é Benedicto quem assina o empréstimo ao Botafogo.

O outro ex-executivo da Odebrecht que assina o empréstimo ao Botafogo é Leandro Azevedo, ex-superintendente da empresa no Rio de Janeiro. Ele também fez acordo de delação premiada na operação Lava Jato e delatou uma série de políticos que teriam recebido caixa 2 da Odebrecht.

Construído para o Pan-Americano de 2007, o, agora, Nilton Santos custou R$ 380 milhões e completou 10 anos em 2017. Em 2013, a Prefeitura do Rio anunciou que o estádio precisaria passar por um reforço estrutural imediato por conta do risco de queda da cobertura em caso de ventos acima de 63 km/h. O local teve reforço de estrutura calculado em R$ 200 milhões após interdição – custo estimado da reforma que inseriu mais 1.500 toneladas de aço no estádio.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 10:32

Cartola admite que situação do técnico Felipe Conceição é muito difícil

Jefferson fala de enorme tristeza por queda na Copa do Brasil e críticas

Felipe Conceição começa a ser contestado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Os jogadores do Botafogo retomaram os treinamentos no Nilton Santos ainda juntando os cacos da vexaminosa eliminação na Copa do Brasil para a Aparecidense, de Goiás. Com viaturas da Polícia Militar na porta do estádio como precaução após os incidentes no desembarque de quinta-feira , o gerente de futebol Anderson Barros foi o porta-voz da diretoria e deixou claro que a situação do técnico Felipe Conceição é muito difícil.



Ele não garantiu o treinador no cargo nem mesmo em caso de vitória sobre o Flamengo, sábado, às 16h30, em Volta Redonda, pela semifinal da Taça Guanabara. Segundo Anderson Barros, o trabalho será avaliado dia a dia.

Com o clima pesado, o goleiro Jefferson, ídolo da torcida, foi o escalado para a entrevista coletiva. E admitiu ter ficado muito triste com as críticas após a eliminação na Copa do Brasil pelo fato de aparecer sorrindo numa imagem da TV: "O que mais doeu foi ver minha torcida duvidando do meu caráter. Como se você chegasse em casa e visse sua esposa e filhos duvidando de você. Mas, enfim, os verdadeiros torcedores não duvidam. Se fosse de outros torcedores, eu entenderia. Nem dormi praticamente."

Ele também lamentou a forma como a delegação foi recebida no Rio: "Foi muito triste, saímos como bandidos, pelos fundos. Os próprios torcedores estão repudiando quem foi lá. Isso é importante. Nós repudiamos o que aconteceu no aeroporto." Jefferson defendeu a manutenção do treinador. "A gente quer que o Felipe continue pela pessoa que é, o pouco tempo de trabalho, mas sabemos que a pressão está em cima dele. Vamos fazer do jogo contra o Flamengo a nossa vida, correndo por ele, mas também pelo Pimpão, Gilson, torcedores e nossos familiares. Vamos suar sangue para conseguir a classificação", prometeu.



Além do período de enorme pressão e instabilidade, para chegar à decisão da Taça Guanabara, o Botafogo terá que vencer o jogo de amanhã, já que o Flamengo tem a vantagem do empate.

Como mudou o esquema do time na derrota para a Aparecidense, a escalação para o clássico virou um enigma.

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia