Publicada em 23/01/2018, às 21:13

À espera de concorrente, Brenner valoriza média de gols: "Boa para centroavante"

Dono de uma bola na rede a cada duas partidas, homem-gol do Botafogo elogia sistema de jogo que favorece o ataque e defende busca do clube por novo camisa 9 no mercado

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Brenner vive no Botafogo a mesma situação que viveu Roger antes de sua chegada no ano passado: o Botafogo só tinha um centroavante e procurava outro no mercado. Na época, o então camisa 9 alvinegro minimizou a investida do clube no mercado e defendeu a contratação de um concorrente.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Brenner chegou como reserva, assumiu a titularidade com o problema de saúde de Roger e não saiu mais. Agora, é ele quem espera a chegada de um concorrente. Enquanto isso, valoriza sua média de gols: marcou sete vezes em 1.292 minutos dos 21 jogos disputados, média aproximada de uma bola na rede a cada duas partidas.

– Considero que sim. Já parei para ver, hoje em dia tem muito scout, né? Vira e mexe olho a partida que entro, os minutos que jogo. Acho que é uma boa média para centroavante, mas todo mundo tem que pensar sempre em melhorar. Quero fazer mais gols – afirmou.

Confira outros tópicos da coletiva:
BUSCA POR NOVO 9
Cabeça tem que ser boa, quem vier chega para somar, ajudar. Eu não vou conseguir jogar todas também, tem que ter um cara para estar ali, independentemente de quem seja titular. Seja volante, zagueiro, atacante...

COBRADOR DE PÊNALTIS
Acho que é um recurso. Eu sou um cara que treina bastante. E não treino com qualquer um: tenho Jefferson e Gatito. A gente tem que tentar aperfeiçoar para que, quando aconteça, a gente possa fazer o gol.

PRECISA MUDAR REPERTÓRIO?
Não, gol é gol. Eu sou cobrado da mesma maneira, se faço ou não. Se é de pênalti, de pé direito, de cabeça... Sei lá. Sou centroavante, vivo de gols. Se não faço sou cobrado, se faço de pênalti também sou (risos).

META DE GOLS?
Não faço. Claro que a gente tenta ser melhor um ano após o outro. Porém não coloco um número exato de gols, vou jogo a jogo, campeonato a campeonato para ajudar o Botafogo a cada partida. Importante é o Botafogo vencer.

ARTILHARIA DO CARIOCA
Nosso projeto é chegar na semifinal. Depois, a minha obrigação é ajudar o Botafogo fazendo gols. Se vier artilharia, bom. Mas trabalho no dia a dia pra ajudar os companheiros. Artilharia é consequência. Claro, como centroavante almejo isso, é mais uma ambição que todo centroavante tem que ter. Mas o primeiro passo é classificar o Botafogo.

CLASSIFICAÇÃO = OBRIGAÇÃO?
Com certeza absoluta. O Botafogo, com a grandeza que tem, como estamos disputando apenas o Carioca, o objetivo é chegar. Temos como meta e como obrigação colocar o Botafogo lá.

ESTILO DE FELIPE CONCEIÇÃO
Acho ele moderno. A gente ainda está se adaptando, é o estilo dele. Querendo entender algumas coisas. Ainda estamos assimilando alguns aspectos de como ele trabalha.

MUDANÇA TÁTICA
Com certeza muda, cada treinador tem seu estilo. A gente vem no dia a dia tentando assimilar e rápido, porque não tem tempo para ficar patinando. Esperamos pegar rápido para bola chegar com mais clareza para finalizar, eu, Pimpão, Luiz Fernando...

MELHOROU PARA CENTROAVANTE?
É um começo de trabalho ainda, a gente ainda está pegando alguns pontos. Mas vem dando uma melhorada de posse de bola, de triangulação na frente, para a bola chegar mais clara, e o centroavante que jogar possa fazer mais gols. Quanto mais gente na frente, melhor para mim. Sejam mais pontas ou meias, as chances de criar aumentam.

CAMISAS 9 PERDERAM BRILHO?
Não tinha parado para pensar. Mas acho que temos centroavantes bons no Brasil. Ainda tem Ricardo Oliveira e Fred, que para mim são os melhores em atuação. É uma posição que sempre teve muito brilho no país, fica difícil falar que está perdendo brilho. Mas a posição está tendo uma escassez um pouco.

BOTAFOGO X MACAÉ EM 2017
Tomara que não seja sofrido (risos). Que a gente faça um resultado favorável e que venham os 3 pontos

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:14

Botafogo negocia empréstimo do volante Marcelo, ex-Vitória

Glorioso tenta empréstimo do meio-campista, vinculado ao Maccabi Tel-Aviv, para até o fim desta temporada. Ele já trabalhou com Anderson Barros no clube baiano

Marcelo está na mira do Botafogo para reforçar o meio-campo do time (Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Vitória)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Mais um jogador deve estar a caminho do Botafogo. O volante Marcelo, ex-Vitória, pode desembarcar no Rio por empréstimo até o fim deste ano. Atualmente ele defende o Maccabi Tel-Aviv, de Israel.



A informação foi publicada originalmente pela Rádio Tupi, e confirmada pelo LANCE!. O atleta, de 23 anos, trabalhou com o gerente de futebol do Glorioso, Anderson Barros, na época em que os dois estavam no clube baiano.

Ainda há valores em discussão para o negócio ser sacramentado. No Alvinegro, Marcelo disputaria posição com Rodrigo Lindoso, Dudu Cearense, Bochecha e Matheus Fernandes, atualmente lesionado.

Já foram contratados para esta temporada Moisés, Renatinho, Luiz Fernando, Kieza, Leandro Carvalho.



Conteúdo publicado originalmente no site Lance!