Publicada em 22/01/2018, às 18:44

Derrotas e "estrela" contratada: panorama dos rivais do Cruzeiro na Libertadores

Racing e Universidad de Chile não foram bem em seus primeiros testes e seguem contratando para a temporada

Centurión volta ao Racing, equipe pela qual despertou o interesse do São Paulo (Foto: Reuters)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Cruzeiro direto no seu Messenger.

Enquanto o Cruzeiro disputa suas primeiras partidas oficiais na temporada, os seus adversários já confirmados no Grupo 5 da Libertadores continuam realizando a pré-temporada. Mas já fizeram os primeiros amistosos e, diferentemente da Raposa, não foram tão bem nos primeiros testes. Além disso, continuam contratando.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Racing

O time argentino, após trazer quatro contratações para a temporada - zagueiros Donatti e Sigali, além dos meias Neri Cardozo e Nery Domínguez -, trouxe o seu grande reforço: o ex-são paulino Ricardo Centurión, que assinou por quatro temporadas, após sua saída do futebol italiano. Foram gastos quatro milhões de euros por 70% dos direitos econômicos. Como o próprio Racing já era dono dos outros 30% do ex-jogador do São Paulo, agora passa a ter a totalidade do passe.

Centurión já iniciou os treinamentos na Argentina, mas não está definido ainda se ele estreará no próximo fim de semana, quando o Racing joga pela Superliga argentina diante do Unión. Enquanto "Centu" não estreia, o Racing já fez dois amistosos no tradicional "Torneio de Verão", perdendo por 1 a 0 para o Temperley e empatando o clássico com o Independiente por 2 a 2 (sendo derrotado nos pênaltis por 3 a 1). O time argentino será o primeiro adversário da Raposa, no dia 27 de fevereiro, em Avellaneda.

Universidad de Chile

Já a equipe chilena ainda não estreia no próximo fim de semana como o Racing. A Universidad fez um amistoso, no último sábado, com o Audax Italiano e acabou sendo goleada por 4 a 1 em seu centro de treinamento, sendo um dos gols do adversário marcado pelo veterano Loco Abreu, ex-Botafogo. O time foi testado com: Johnny Herrera; Franz Schultz, Alejandro Contreras, Lucas Alarcón e Felipe Saavedra; Felipe Seymour, Rafael Caroca, Ángelo Araos e Yerko Leiva; Iván Rozas e Gabriel Mazuela. Alguns contratados, como o venezuelano Soteldo, não foram testados.

Na segunda etapa, Fernando De Paul, David Pizarro, Nicolás Guerra e Isaac Díaz foram testados. A equipe chilena irá fazer um amistoso, no próximo domingo, em Lima, com o Sporting Cristal. A equipe do técnico Guillermo Hoyos estreia, no Campeonato Chileno, contra a Unión Española, no dia 4 de fevereiro. A baixa da pré-temporada é o atacante Zacaría que, na última terça, sofreu uma ruptura do ligamento cruzado anterior e do menisco medial da perna esquerda.

Terceiro adversário

O Cruzeiro estará ligado, a partir de hoje, à espera da definição do seu terceiro adversário no Grupo 5. Oriente Petrolero-BOL e Universitario-PER começam a definir quem passa para a segunda etapa da Libertadores para encarar o Jorge Wilstermann-BOL. Quem passar do segundo confronto encara Vasco ou Universidad Concepción-CHI.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 12:05

Cruzeiro faz força-tarefa para evitar novas lesões e programa volta de Dedé

(Foto: Washington Alves/Cruzeiro)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Cruzeiro direto no seu Messenger.

Uma preparação especial para evitar novas lesões. O Cruzeiro programou uma série de treinos para fortalecer a musculatura de Dedé e impedir que o atleta volte a sofrer com problemas físicos. No sábado (24), ele deve fazer seu primeiro jogo como titular da equipe desde a recuperação.



Foi comum, sobretudo durante a pré-temporada, vê-lo treinando à parte. O zagueiro foi o único do elenco a treinar todos os dias na Toca da Raposa II. Mesmo durante as viagens do grupo, lá estava o defensor em sua rotina especial.

O foco dos trabalhos foi deixar as articulações dos joelhos mais resistentes. Nos bastidores, há muita preocupação em relação à condição física do atleta. O calvário de lesões de Dedé se iniciou em novembro de 2014. Desde então, ele fez apenas 12 partidas e acumulou problemas nos dois joelhos.

Para evitar que o jogador volte a sofrer com os problemas, Dedé foi acompanhado de perto por Sérgio Campolina, chefe do departamento médico do clube, e Emerson Polimeno, novo preparador físico da equipe. A dupla teve a incumbência de fazer o cronograma de Dedé e também de obrigá-lo a reduzir o ímpeto nas atividades.



"Essa sequência de treino foi até analisada pelos setores de fisiologia, fisioterapia e pelos médicos. Para isso, tive de fazer vários testes. Esse período todo de treinamento foi de muita evolução, me deu muita confiança. Graças a Deus estou treinando sem dor desde que comecei a fisioterapia. Tanto que fui até rápido trabalhar a parte física", declarou.
"No ano passado também estava me sentindo bem, mas tinha desequilíbrio do lado esquerdo. Aí sobrecarregou. E mesmo com o desequilíbrio no ano passado, acho que fiz bons jogos, sendo até eleito pela imprensa como melhor em campo. Mas nessa nova etapa estou me sentindo bem, diferentemente do ano passado", concluiu.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte