Publicada em 21/01/2018, às 19:39

Mostra sua cara! Avassalador, Atlético-MG atropela Democrata

Oswaldo de Oliveira usa força máxima pela primeira vez na temporada e Galo precisa de apenas 18 minutos para fazer três gols no Independência. Elias marca duas vezes

Elias celebra seu gol marcado no Horto (Foto: André Yanckous/AGIF/Lancepress!)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O Atlético-MG já deu os primeiros sinais de como será sua cara em 2018. Em jogo no qual teve sua força máxima, a equipe goleou o Democrata-GV por 3 a 0, neste domingo, no Independência, com dois gols de Elias e um de Róger Guedes ainda no primeiro tempo. A equipe chega a quatro pontos no Campeonato Mineiro com o triunfo.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





'VELHOS CONHECIDOS' SE DESTACAM EM MEIO A REFORÇOS

Mesmo com suas caras novas tendo estreias promissoras, a equipe de Oswaldo de Oliveira contou com o auxílio luxuoso de dois nomes que estão na confiança do Galo para garantir a vitória. Elias, agora usando a camisa 7, tornou-se um "elemento-surpresa", e marcou dois gols com oportunismo. Otero destacou-se pela categoria nos lances de bola aérea e em cruzamento, enquanto Cazares apresentou uma mescla de velocidade e qualidade no passe em grande estilo. Já o Democrata-GV pouco ameaçou.

FULMINANTE, GALO DEFINE TRIUNFO RAPIDAMENTE

Bastaram 18 minutos para o Galo encaminhar seu triunfo no Independência. Otero alçou falta com precisão para a área e Elias subiu para marcar aos oito. Aos 12, Cazares encontrou o estreante Róger Guedes que, livre, marcou seu primeiro gol pelo clube. Seis minutos depois, Otero cruzou da linha de fundo e Elias, com o gol vazio, estufou a rede. A Pantera ainda tentou reagir, mas limitou-se a uma tentativa de Fernando que carimbou a trave.

CAMISA 9 LUTA, LUTA... MAS NÃO MARCA

O Galo voltou do intervalo em ritmo cadenciado, e viu Ricardo Oliveira batalhar para deixar o seu. O camisa 9 (que, na etapa inicial, já recebera passe de Róger Guedes e batera rente à trave), teve nova chance aos três. Mas, após invadir a área, sua batida parou nas mãos de Ramon. Mesmo muito marcado, o centroavante buscou o jogo, com tabelas e tentando se desvencilhar da marcação, mas passou em branco. Já a Pantera teve uma chance com Romário, e teve de amargar a nova derrota no Mineiro.

DEMAIS JOGOS

O Boa Esporte entrou na lista de equipes com quatro pontos no Estadual. Graças a gol de Christianno aos sete minutos, a equipe fez 1 a 0 no Villa Nova, e impôs a segunda derrota ao Leão do Bonfim.

Já o Patrocinense suou, mas garantiu sua primeira vitória no Mineiro. Com um a menos, a equipe conseguiu uma virada por 2 a 1, graças a gols de Ademir, aos 41, e a pênalti convertido por Marcelo Régis, aos 46.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 3x0 DEMOCRATA-GV

Data-Hora: 21-01-18 - 17h (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG)
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes (MG) e Marcyano da Silva Vicente (MG)
Cartões amarelos: Elias (ATL), Carlão (DGV)
Gols: Elias, 8/1ºT (1-0), Róger Guedes, 12/1ºT (2-0) e Elias, 18/1ºT (3-0)

ATLÉTICO-MG: Victor; Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Arouca (36/2ºT), Elias (Gustavo Blanco, 36/2ºT), Cazares e Otero (Erik, 41/2ºT); Róger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Oswaldo de Oliveira

DEMOCRATA-GV: Ramon; Mike, Allan Miguel, Carlão e Henrique (Ribeiro, 45/1ºT); Marcelo Rosa, Allan Silva, Kayo Dias e Fernando; Romário (Jones, 21/2ºT) e Guilherme. Técnico: Gilmar Estevam

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 09/02/2018, às 11:19

Cuca vira primeira opção do Atlético-MG para a vaga de Oswaldo de Oliveira

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O Atlético-MG já está à procura do substituto de Oswaldo de Oliveira. A ideia do clube é buscar Cuca para a vaga do técnico que foi demitido na madrugada desta sexta-feira (9) na Cidade do Galo.



Campeão da Copa Libertadores da América de 2013 pela equipe de Belo Horizonte, o ex-comandante do Palmeiras já foi procurado por Alexandre Gallo, diretor de futebol, para retornar à cidade mineira.

A ideia é que o treinador feche contrato até dezembro deste ano na Cidade do Galo. Ele é o nome preferido da cúpula para a vaga. Um vínculo mais longo, no entanto, não está descartado.

Abel Braga, hoje no Fluminense, também é um nome que agrada ao presidente Sérgio Sette Câmara e ao diretor de futebol Alexandre Gallo.



A volta de Cuca ao Atlético pode acontecer quatro anos após sua saída. Depois de vencer a Libertadores pelo clube, ele renovou o contrato, mas acabou saindo devido à proposta do Shandong Luneng, da China, onde ficou até o fim de 2015.

O técnico voltou ao Brasil no início de 2016 e conduziu o Palmeiras ao título do Campeonato Brasileiro. Em 2017, ele voltou à Academia de Futebol, mas não obteve o mesmo sucesso e acabou demitido.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte