Publicada em 20/01/2018, às 13:40

De 2017 para 2018, Botafogo vai aprimorando nova formação tática

Habituais três volantes de Jair Ventura deram lugar a dois pontas com Felipe Conceição. Glorioso tem clássico já no segundo jogo, e o grupo todo espera já mostrar evolução

Luiz Fernando é uma das caras novas do Botafogo. O primeiro reforço a estrear (Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Apesar de a maioria dos jogadores ter permanecido, o jeito de o Botafogo mudou nitidamente do ano passado para o atual. Mas isso não garante que será fácil de haver sucesso com uma nova formação, com uma nova filosofia e, principalmente, com um novo treinador. Sob as ordens de Felipe Conceição, o Glorioso espera evoluir e obter a primeira vitória neste sábado, sobre o Fluminense.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Taticamente, os três volantes parecem não ter mais vez, e dois pontas surgiram na equipe de Felipe Conceição. Os treinos fechados esconderam momentos importantes das atividades, mas outros trabalhos da pré-temporada foram abertos à imprensa. De todo modo, contra a Portuguesa se viu um padrão pouco rígido entre Matheus Fernandes, Valencia e João Paulo, que explica.

- É um sistema que vai mudando. Muitas vezes eu volto um pouco mais para defender. Mas o Felipe dá liberdade para os volantes e para os que jogam pelo lado também avançarem. Vamos alternar no 4-3-3 e no 4-1-4-1. O Felipe vai nos dando liberdade, mas sempre com o compromisso de ajudarmos na marcação. Vamos ver o que fizemos de errado para melhorarmos no próximo jogo - explica João.

Seja como for a formação, a velocidade e a criatividade que faltaram tantas vezes em 2017 parecem não ser mais problema. Paralelamente, o entrosamento para o setor ofensivo funcionar é necessário. E funcionar além dos 43 cruzamentos da partida contra a Portuguesa (de acordo com o Footstats). Apenas nove corretos.

Com o tempo veremos o 4-1-4-1 inicial de Felipe Conceição mais consolidado. O próprio treinador entende que é cedo. Mas está satisfeito com o resultado dos treinos e do primeiro jogo já disputado. Só não estipula prazo para a equipe, finalmente, ter a cara dele.

- Tempo depende da assimilação do atleta e do tempo que temos para trabalhar. E com um jogo atrás do outro... vamos usar vídeos, conversa e os jogos como treinamentos num processo de evolução. Vai depender muito da aplicação deles em cada jogo - entende Felipe.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 20/02/2018, às 22:33

Goleiro Jefferson desfalca treino e vira dúvida no Botafogo

Gatito Fernández pode assumir o gol alvinegro na quinta-feira

Jefferson é dúvida no Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Botafogo direto no seu Messenger.

Logo em sua estreia, o técnico Alberto Valentim pode ter uma importante baixa para escalar o Botafogo. O goleiro Jefferson ficou de fora da atividade da equipe nesta terça-feira e se tornou dúvida para o confronto de quinta diante do Nova Iguaçu, no Guilite Coutinho, pela primeira rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.



Jefferson reclamou de dores no pé esquerdo e realizou apenas tratamento na parte interna do Engenhão. Titular do Botafogo ao longo de todo este início de temporada, o experiente goleiro de 35 anos dará lugar a Gatito Fernández na quinta-feira se não se recuperar.

Se Jefferson é dúvida, o Botafogo tem dois desfalques confirmados para encarar o Nova Iguaçu. O volante Matheus Fernandes e o meia Renatinho sofreram lesões no dedão do pé, não treinaram e estão fora da partida. Por outro lado, o recém-contratado Moisés, lateral-esquerdo que chegou do Corinthians, trabalhou normalmente e deve estrear em breve.

Valentim não indicou a equipe que vai encarar o Nova Iguaçu, mas o atacante Kieza explanou seu otimismo para ganhar a vaga de Brenner. Depois de marcar na derrota para o Flamengo, pelas semifinais da Taça Guanabara, o jogador se mostrou empolgado e elogiou o trabalho do novo treinador.



"Espero que seja titular. Vou ficar muito feliz de entrar jogando pela primeira vez, mas a gente não sabe ainda", comentou "A concorrência com o Brenner é muito sadia, é um menino maravilhoso que estou conhecendo no dia a dia. Espero que possa jogar o melhor."

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia