Publicada em 12/01/2018, às 12:12

Renato detalha treinos de Jair e fala de visita de Gabigol ao CT do Santos

Volante destaca intensidade dos trabalhos do novo treinador e se mostra na expectativa pelo retorno do Menino da Vila

Renato falou sobre os métodos de Jair Ventura no Santos (Foto: Laura Fonseca)

Os treinos do técnico Jair Ventura têm chamado a atenção dos atletas do Santos. Diversos jogadores do elenco, inclusive, já foram a público elogiar a intensidade dos trabalhos do novo comandante. Como os portões do CT Rei Pelé são sempre fechados antes dos treinos táticos, a imprensa não tem acesso às atividades.

O volante Renato, de 38 anos, titular na primeira escalação esboçada por Jair no Peixe, detalhou ao GloboEsporte.com alguns dos principais métodos do treinador em sua primeira semana no Santos.

– São métodos diferentes de treino. Às vezes tem posse de bola com o campo reduzido, um tático... Cada treinador se baseia em um determinado treinamento. O Jair procura intensificar muito com a defesa, com o ataque, faz marcação mista. Faz o ataque ir para cima da defesa, que está sempre em inferioridade numérica, simulando uma situação de jogo – disse Renato, em entrevista ao GloboEsporte.com.



– O Jair é um cara que procura trabalhar bem essa parte específica com cada setor do campo. A gente procura assimilar o quanto antes, adquirir entrosamento. Ficou uma base do ano passado. O entrosamento nesse começo vai ser melhor do que reformular o time todo. É um treinador que conhece bastante e a gente espera que ele dê certo – compleotu o volante.

Diferentemente de seus antecessores, Jair tem comandado trabalhos em dois períodos com frequência, fazendo atividades físicas, técnicas e táticas em praticamente todos os dias. Renato aprova essa filosofia do comandante.



– A pré-temporada exige esse período a mais de trabalho. Acho que são válidos os dois períodos. Vamos ter pouco tempo até a estreia do Paulistão (dia 17, contra o Linense). São trabalhos curtos e intensos. Temos de estar preparados fisicamente o quanto antes para que a gente possa aguentar a temporada. Vamos começar o ano com o Jair e esperamos terminar com ele também, conseguindo nossos objetivos. Trabalha com uma outra dinâmica, com treinamentos mais específicos, mas a gente está contente e espera que ele dê muita sorte.




Visita de Gabigol

Na última terça-feira, os atletas do Peixe receberam a visita de Gabigol no CT Rei Pelé. Segundo Renato, o atacante, que é o principal alvo do Santos nesta janela de transferências, ficou pouco tempo e não falou sobre negociações. O volante se mostrou na expectativa pela volta do Menino da Vila.


– O Gabigol veio aqui no CT, cumprimentou o pessoal, desejou boa sorte. Ele veio mais para ver e estar com a gente. Ficou pouco tempo. É um jogador que temos um carinho muito grande. A princípio, não deixou claro se ficava aqui ou não. Ele voltaria para Portugal e depois resolveria sua situação, se voltava para a Inter ou iria para outra equipe. A gente fica na expectativa – disse.

– É um jogador com o faro de gol. Saiu daqui mostrando muita qualidade. Foi pretendido pela Inter. Teve uma passagem linda aqui com a gente. Eu como o mais experiente acompanhei tudo isso. Ele voltando para cá a gente vai receber de braços abertos. Aqui é a casa dele. Não tem por que ele não voltar. É um grande jogador, se sente muito bem aqui. Se voltar, vai acrescentar muito. Ele finaliza muito bem e está sempre presente na área.

Renato atuou junto com Gabigol em 2015 e 2016. A parceria vai ser retomada em 2018? (Foto: Ivan Storti/Santos FC)



Líder nº1

Com a saída de Ricardo Oliveira para o Atlético-MG, Renato herdará a faixa de capitão do Santos. Ele também terá papel importante na liderança do elenco, especialmente no aconselhamento aos garotos que foram promovidos da base, casos de Lucas Lourenço e Victor Yan, que atuaram no sub-17 no ano passado.

– Fiquei triste pelo Ricardo Oliveira ter saído. Ele era um dos mais experientes junto comigo. Procuro sempre ajudar os mais jovens. O que a gente passa para eles é que eles tenham a mesma coragem e a mesma alegria que tiveram na base. Alguns que estão vindo treinar com a gente como o Lourenço e o Victor Yan. São atletas de 16 anos. Estão pegando experiência. Espero que não percam as características deles. Agora tem um pouco mais de responsabilidade no profissional. O principal é dar confiança para eles, que têm potencial de jogar aqui no Santos – concluiu Renato.

O Peixe segue se preparando para a estreia do Campeonato Paulista, no dia 17, contra o Linense, em Lins. Nesta sexta-feira, Jair Ventura comandar dois períodos de trabalhos no CT Rei Pelé. A imprensa só terá acesso ao aquecimento da atividade da tarde.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte