Publicada em 29/12/2017, às 12:23

Para Ricardo Rocha, manter Hernanes é a prioridade no São Paulo, e Copa é aliada

Novo coordenador técnico acredita que meia atuando no país e mais perto de Tite conseguirá vaga entre os convocados para Mundial na Rússia e avisa à torcida: "Ele quer ficar"

Ricardo Rocha e Raí, coordenador e diretor de futebol do São Paulo, trabalham para manter Hernanes (Foto: Divulgação)

Em mais uma dobradinha com o amigo Raí, o novo coordenador técnico do São Paulo, Ricardo Rocha, já arregaça as mangas no trabalho como "o homem da chuteira e da gravata", como mesmo definiu. E em meio aos nomes de possíveis reforços, como Diego Souza e Gustavo Scarpa, já estabeleu a prioridade do clube: manter Hernanes, o grande destaque da temporada de 2017, aquele que devolveu o time aos trilhos. O jogador está emprestado pelo Heber Fortune, da China, até meados de 2018, mas o clube o quer de volta.

- O mais importante é a permanência do Hernanes. É um jogador fundamental, sua chegada deu uma qualidade maior não só ao time dentro mas fora de campo, e isso é fundamental, a permanência do Hernanes. E é isso o que o Raí quer, está trabalhando em cima disso, o clube chinês quer levá-lo agora, mas ele tem contrato até o meio do ano. Mas o mais importante é que ele quer ficar - disse Ricardo Rocha, no "Redação SporTV" desta sexta.

Com a experiência de quem já vestiu a camisa de grandes clubes e da Seleção, onde conquistou o tetra em 1994, Ricardo Rocha sabe bem que o sonho de todo jogador de disputar uma Copa pode se tornar grande aliado para sua permanência. Acha que, mais próximo de Tite, Hernanes conseguirá uma vaguinha entre os 23 convocados.



- Tem chance por tudo o que ele jogou, e o Tite gosta dele, eu o vi dando entrevista outro dia falando que tem sete, oito posições abertas, e o Hernanes pode buscar essa posição se ele ficar no Brasil. Fica muito mais perto. Tenho certeza que se ele ficar, claro que o torcedor quer, os dirigentes e todos nós, ele tem grandes chances de ir à Copa do Mundo. É um jogador espetacular, com qualidade técnica. Agora, é claro, ele também quer ficar, mas não depende só dele, ele tem um contrato na China. Mas o Raí já está conversando. Uma coisa o torcedor tem que saber: o Hernanes quer ficar. Isso é muito bom.

Sobre as investidas do São Paulo em Diego Souza e Gustavo Scarpa, vê o jogador do Sport mais perto de um acerto do que o do Fluminense.



- Na realidade, foi muito pouco tempo que estive com o Raí. Conversamos sobre algumas coisas, mais sobre meu posicionamento no dia a dia. É o que o todo mundo sabe. O interesse pelo Diego, tem uma proposta, ele ficou de conversar com o Sport e seu empresário para resolver essa situação, a príncípio aceitou a proposta do São Paulo. O Scarpa passa por um problema financeiro, do que o Fluminense quer.




Ricardo Rocha falou mais uma vez da felicidade que sente em voltar ao ambiente mais próximo das quatro linhas.

- Já trabalhei no futebol, fui treinador pouco tempo do Santa Cruz, auxiliar do Renato no Fluminense. Fiquei um tempo afastado, mas voltando agora e feliz com a empreitada que vem pela frente. Vou ser o homem da chuteira e da gravata. É uma coisa que eu gosto de fazer. Eu já tive antes... Me convidaram para ser treinador e eu não quis. Gosto de fazer isso, ficar por trás, trabalhando com os jogadores e com a direção. (...) Voltar com um amigo é muito bom.


Conteúdo publicado originalmente no site Sportv