Publicada em 29/12/2017, às 10:53

Contenção de gastos e salários em dia: a aposta do Fluminense em 2018

Depois de sofrer com sua situação financeira no decorrer da temporada, Tricolor promove reformulação no elenco e espera diminuir folha. Orçamento geral será votado nesta sexta

(Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

O grande reforço do Fluminense para 2018 não estará dentro de campo: o principal objetivo da cúpula atual é o de reorganizar as finanças do clube. A reformulação e mudanças no elenco tricolor, até o momento, comprovam isto. Após sofrer com salários atrasados no decorrer da temporada, o clube aposta em um ambiente mais "leve", com finanças em dia e contenção de gastos.

Até o momento, mais de dez atletas já deixaram o clube, incluindo nomes como Diego Cavalieri e Henrique, além da provável venda de Wendel. Com esse número de jogadores fora, estima-se uma economia anual de R$ 20 milhões, desde diminuição da folha salarial até a negociação de pagamentos atrasados.

O orçamento geral do clube para 2018 será votado nesta sexta-feira, em uma reunião do Conselho Deliberativo tricolor. Será prevista uma redução na folha salarial, além da mudança no perfil das contratações, buscando jogadores de menor custo e livres de contrato, como foi o caso de Gilberto e Jadson, que estão próximos de serem anunciados pelo Fluminense como reforços.



A medida visa, principalmente, evitar novos atrasos salariais com os jogadores que seguirão no clube e com os que serão contratados. Arrumar a casa virou palavra de lei para 2018. Sempre com pés no chão para não comprometer as finanças do clube.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!