Publicada em 28/12/2017, às 14:04

Grêmio vê distância entre realidades, mas confia em renovação com Cícero

Meio-campista atuou apenas nas últimas quatro partidas da Libertadores e fez gol na final. Porém, não pôde ser inscrito no Mundial de Clubes

Cícero marcou o gol da vitória na final contra o Lanús, na Arena (Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio)

Contratado para a reta final da Libertadores, o meia Cícero mostrou que tinha muito a dar ao Grêmio em pouco tempo. Saiu de seus pés o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Lanús, na Arena, no primeiro jogo da final da competição. Mas ele atuou pouco para um jogador que já rodou por grandes clubes brasileiros e até no futebol alemão. A renovação para 2018, contudo, segue pendente.

Depois de ser afastado pelo São Paulo na metade da temporada, teve seu nome indicado por Renato Gaúcho para encorpar o elenco tricolor para os momentos derradeiros da Libertadores. Foi inscrito somente na semifinal. Entrou em campo nos quatro últimos jogos e marcou o tento do desafogo contra o Lanús. Segundo o diretor de futebol Saul Berdichevski, ainda há uma "distância" entre clube e jogador.

– A vinda do Cícero foi uma solicitação do Renato. Pode jogar mais avançado e também já jogou mais recuado, como lateral. É um jogador polivalente, já foi atleta do Renato no Fluminense, confia muito nele. O Grêmio vai fazer, junto com o jogador, um esforço. Existe uma distância dentro da realidade dele e do que o Grêmio pode pagar – disse o dirigente em entrevista à RBS TV.



Cícero chegou ao Grêmio com contrato de quatro partidas, que poderia se estender a seis em caso da disputa do Mundial. O tri da América veio. Entretanto, a participação do meio-campista nos Emirados Árabes acabou vetada pela Fifa. Ele foi contratado pelo Tricolor em setembro, após o fechamento da janela de transferências internacional, considerada premissa para a disputa do campeonato pela entidade que comanda o futebol.

– O Cícero, infelizmente, não conseguiu jogar o Mundial. É um paradoxo: jogou a Libertadores e não pôde jogar o Mundial. Vamos também conversar e chegar em um denominador comum – confia Berdichevski.



Até o momento, nenhum reforço para 2018 foi anunciado pelo clube gaúcho. O centroavante Lucas Barrios deixou o time após o vice no Mundial. Além de Cícero, Jael, Cristian e Fernandinho negociam a renovação. Kannemann, Léo Moura e Bruno Cortez, além do técnico Renato Portaluppi, já acertaram a permanência.




Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte