Publicada em 28/12/2017, às 10:42

E aí, Tite? Números mostram quanto Vanderlei salvou o Santos em 2017

No Brasileirão, Peixe foi o segundo time que mais sofreu finalizações e a segunda defesa menos vazada, isso por conta das mais de 50 defesas difíceis do goleiro no campeonato

(Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

Não há dúvidas de que Vanderlei foi um dos principais jogadores do Santos na temporada, nem de que ele salvou o time em várias partidas, garantindo três pontos ou até classificação para fases seguintes das competições disputadas, mas ao analisarmos as estatísticas do Peixe e do goleiro no Brasileirão, veremos que essa importância é ainda maior.

Na última quarta-feira mostramos que os santistas tiveram uma das melhores defesas da temporada e muito disso foi devido aos milagres de Vanderlei. Ainda que a zaga tenha se portado bem e revelados uma boa dupla, algumas falhas foram inevitáveis e, para salvar, lá estava o melhor goleiro do campeonato, segundo as notas do LANCE!.

Segundo as estatísticas do Footstats, o Santos foi o segundo time que mais sofreu finalizações na competição. Ao todo, foram 551 chutes ao gol do clube da Baixada Santista. Desses, 192 atingiram o alvo. Isso fica curioso quando comparamos com o números de gols sofridos: apenas 32, a segunda defesa menos vazada do Brasileirão, atrás apenas do campeão Corinthians.



No entanto, não precisamos ir tão longe para encontrar uma explicação para esse 'fenômeno'. Basta olharmos para o ranking de defesas difíceis do campeonato. Vanderlei está lá, na segunda posição, com incríveis 51 bolas salvas com alto grau de dificuldade. O arqueiro do Peixe só fica atrás de Wilson, rebaixado com o Coritiba, com 59.

Se fizermos uma comparação entre o número de chutes que atingiram a meta do Santos e o número de defesas - fáceis e difíceis - de Vanderlei (87), veremos que o goleiro santista evitou praticamente metade dessas ameaças. Um desses jogos em que o camisa 1 fechou o gol foi contra o Coritiba, na Vila Belmiro. Foram cinco defesas difíceis, sendo uma em cobrança de pênalti, que garantiu a vitória por 1 a 0.



Outras duas partidas de destaque na campanha do Brasileirão foram nas vitórias contra o Palmeiras, por 1 a 0, na Vila, e contra o Atlético-MG, também por 1 a 0, no Horto. Em ambos os duelos, Vanderlei fez quatro defesas consideradas difíceis. Se no clássico teve atuação heroica, diante do Galo o desempenho foi épico, já que pegou pênalti e jogou parte do segundo machucado. Mesmo assim salvou seu time, em duro confronto fora de casa.




A menos de seis meses da convocação para a Copa do Mundo da Rússia, parece improvável que Tite dará uma oportunidade a Vanderlei com a camisa verde e amarela. Embora o goleiro tenha feito em 2017 uma das melhores temporadas de sua carreira, não faz parte dos homens de confiança do atual treinador da Seleção Brasileira. Enquanto isso, a torcida do Santos agradece e se vê segura com seu milagreiro.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!