Publicada em 27/12/2017, às 15:19

Tudo certo, mas... Os "poréns" que animam a Central do Mercado

Gustavo Scarpa no Palmeiras, Zeca no Flamengo, Gabigol no Santos, Seedorf no Atlético-PR... Casos marcam janela de transferências do futebol brasileiro

Roger Guedes protagonizou "novela" entre Palmeiras e Atlético-MG (Foto: GloboEsporte.com)

O não tão agitado mercado de transferências do futebol brasileiro tem somado diversos casos que ficam só no "quase". Aqueles casos que têm tudo para dar certo. São dados como certo, mas na hora "H"... Mela ou fica travado, demora a ser concluído. Gustavo Scarpa no Palmeiras, Gabigol no Santos, Zeca no Flamengo são alguns desses.

Reunimos, abaixo, os principais casos que ainda têm ou tiveram "poréns":

Gustavo Scarpa no Palmeiras



No início da janela de transferências, logo após o fim do Campeonato Brasileiro, o assunto virou rotina na Central do Mercado. Gustavo Scarpa virou o principal alvo do Palmeiras duas vezes, mas o negócio não foi concluído. O principal motivo foi o fato de o meia Roger Guedes, que seria envolvido numa troca com o Fluminense, não quis mudar de equipe...

Mas mudou!



Depois de mais uma longa negociação que teve "poréns", Roger Guedes aceitou ir para o Atlético-MG e protagonizou troca com o lateral-direito Marcos Rocha. Cada jogador ficará um ano em cada clube.




(Foto: Infografia)



Gabigol no Santos


A nova diretoria do Peixe tinha em mente "dar" Gabriel à torcida como presente de Natal, mas não foi possível. O jogador, que pertence à Inter de Milão, está emprestado ao Benfica. Segundo o jornal A Bola, de Portugal, ele não volta ao país, mas o Santos ainda precisa se acertar com os italianos para anunciar o reforço.

(Foto: Divulgação)



Zeca no Flamengo

O lateral-esquerdo pertence ao Santos, mas entrou na Justiça para deixar o clube de graça alegando falta de pagamento do FGTS. O caso ainda está sendo julgado. Por isso, Zeca não pode ser anunciado por outra equipe, mesmo que esteja apalavrado. O Flamengo depende dessa liberação para avançar nas negociações com ele.




Juninho Capixaba no Corinthians

O clube já aceitou as condições do Bahia, mas depende do acerto do Tricolor com os jogadores que serão cedidos em troca: o goleiro Douglas, o lateral Moisés e o meia-atacante Marlone.

Jair Ventura no Santos

O técnico já aceitou trocar o Botafogo pela Vila Belmiro, mas o negócio ainda não foi fechado. Por quê? Porque o Santos precisa pagar a multa de R$ 800 mil ao clube carioca e ainda não o fez.

Bruno Silva e Jair Ventura movimentam bastidores do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SSpress / Botafogo)



Bruno Silva no Cruzeiro

O volante do Botafogo foi vendido ao Cruzeiro, que precisa pagar R$ 4 milhões. O clube mineiro disse que fará o pagamento entre os dias 4 e 10 de janeiro. Até lá, os cariocas não enviarão o documento liberatório. O atacante Rony também está envolvido no negócio e vai para o Botafogo.

Wellington, do Vasco

A diretoria cruz-maltina ainda aguarda uma resposta do volante à proposta de renovação. O clube ofereceu dois anos de contrato, com salários de R$ 200 mil. O jogador, porém, pensava em uma contraproposta, mas ainda não houve avanço.

Robinho no Santos

O atacante, que tem contrato com o Atlético-MG até 31 de dezembro, não permanecerá em Belo Horizonte. O Santos é um dos interessados em Robinho, mas José Carlos Peres, presidente eleito, disse após a eleição que o clube não poderia contar com o jogador enquanto ele não respondesse por acusação de violência sexual na Itália.

Robinho está na mira do Santos (Foto: Lucas Baptista/Agencia Estado)



Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte