Publicada em 27/12/2017, às 12:05

Pratto fica ou sai? O que pode acontecer com o cobiçado camisa 9 do São Paulo

Atacante tem contrato até dezembro de 2020, mas pode ser negociado no início do ano

Lucas Pratto pode deixar o São Paulo (Foto: Bruno Rodrigues)

A torcida do São Paulo está apreensiva. Depois de um ano de muito sofrimento, o Tricolor corre o risco de começar a temporada 2018 sem o seu principal atacante: Pratto está na mira do River Plate, da Argentina, e do América, do México.

Em entrevistas concedidas durante as férias na Argentina, o jogador disse que a possibilidade de voltar a jogar em país o seduz – depois, o jogador de 29 anos disse que atuar no São Paulo provoca nele a mesma sensação.

O empresário do atacante, Gustavo Goñi, afirmou que a situação será resolvida após as festas de fim de ano. Vale lembrar que a reapresentação do elenco do São Paulo está marcada para o dia 3 de janeiro, no CT da Barra Funda.



Abaixo, o GloboEsporte.com explica tudo que envolve a possível saída de Pratto. Quais os valores das propostas? Existe alguma cláusula que obriga o São Paulo a vendê-lo? Até quando vai o contrato do argentino? E como fica o Atlético-MG nesta história?

Até quando vale o contrato de Pratto com o São Paulo?
O vínculo do argentino com a equipe do Morumbi é válido até 31 de dezembro de 2020.



Como estão divididos os direitos do atacante argentino?
O São Paulo tem 50% (adquiridos em fevereiro, quando foram pagos R$ 20,7 milhões). O Atlético-MG possui 45%, e uma rede de supermercados de Belo Horizonte, os outros 5%. O Tricolor, como diz uma cláusula existente em contrato, comprará mais 15% da parte do Atlético-MG por € 1,5 milhão (R$ 5,8 milhões) no começo da próxima temporada.




Há alguma cláusula no contrato que obriga o São Paulo a vender o camisa 9?
Sim. Se chegar uma proposta de € 11 milhões (R$ 43,29 milhões), o Tricolor terá de vender o jogador. Isso só não acontecerá se o clube do Morumbi cobrir a proposta. Recebendo esse valor, o clube paulista terá de pagar a porcentagem que ainda pertence ao Atlético-MG e ficar com o restante.

Quais os valores que poderiam ser pagos pelos clube interessados?
Segundo a imprensa argentina, o River Plate ainda estuda se oferecerá US$ 6 milhões (R$ 19,92 milhões) por 50% dos direitos ou US$ 10 milhões (R$ 33,20 milhões) por 100%. Já o América, do México, segundo especulações, estaria disposto a pagar US$ 11 milhões (R$ 36,53 milhões).


O que diz o São Paulo sobre o assunto?
Nada. Até agora, o clube não se manifestou e, segundo a assessoria de imprensa, não se manifestará oficialmente.

O jogador se manifestou sobre a possibilidade de sair?
Pratto diz que não vai forçar uma saída do São Paulo, já que é muito bem tratado por dirigentes e torcedores. Mas, se o clube do Morumbi topasse escutar uma proposta, a história seria diferente. Ele acredita que, jogando na Argentina, poderia voltar a ser observado e convocado pelo técnico da seleção de seu país, Jorge Sampaoli. Além de ficar mais próximo de sua filha Pietra, de 7 anos, que mora em Buenos Aires, o atacante mira jogar a Copa do Mundo da Rússia, entre junho e julho de 2018.

É a primeira vez que a saída de Pratto é cogitada?
Não. Em junho, o Cruz Azul, também do México, chegou a demonstrar interesse. A imprensa daquele país disse que seria feita uma proposta de € 20 milhões (R$ 73 milhões na época), mas ela nunca chegou ao São Paulo.

Que efeito teria a saída de Lucas Pratto do São Paulo?
Seria devastador. O clube se veria obrigado a ir ao mercado para contratar um substituto. Isso porque Gilberto, que era o reserva imediato, deixou o clube recentemente. O clube iniciaria 2018 apenas com Brenner, de 17 anos, como opção para a posição de centroavante.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte