Publicada em 26/12/2017, às 14:05

Otimismo do presidente e meta de R$ 30 mi: Corinthians busca patrocínio máster

Roberto de Andrade diz que tem negociações avançadas para o principal espaço da camisa do Timão

Corinthians busca patrocinador master para 2018 (Foto: Divulgação)

O Corinthians tem quatro patrocínios garantidos para 2018, mas ainda busca um anunciante máster. Funcionários do clube têm prospectado o mercado e realizado diversas reuniões, mas apontam dificuldades em encontrar empresas dispostas a pagar o que o Timão deseja.

Porém, o presidente Roberto de Andrade adota tom otimista e afirma que o clube pode começar a próxima temporada já com uma marca exposta no peito da camisa.

– Estamos esperançosos. Tem (negociação avançada), sim. Tem conversas andando, mas tudo depende da palavra do lado de lá, não da nossa vontade, mas de quem tem que pagar – declarou o mandatário.



O máster foi ocupado no fim de 2017 pela Cia do Terno, mas a rede de lojas não conseguirá permanecer no ano que vem. O Corinthians estipulou como meta receber R$ 30 milhões pelo espaço, mesmo valor que vinha sendo pago pela Caixa Econômica Federal desde 2012.

– Estamos trabalhando, tem empresas que estamos conversando há meses. A situação do Brasil está complicada, temos dificuldades, mas estamos esperançosos em começar o ano com patrocínio novo – comentou Roberto de Andrade.



Em seu orçamento para 2018, o clube projeta receber R$ 63,5 milhões em patrocínios, sem considerar o contrato de fornecimento de material esportivo da Nike.




A negociação pelo máster envolve o espaço na camisa do clube e também a cessão de um camarote na Arena Corinthians, além de exploração de placas de publicidade no estádio e no CT Joaquim Grava, posts em redes sociais, direito a cota de camisas como brinde e outros benefícios.

Os patrocínios já garantidos para 2018 são: Foxlux (barra da camisa), Universidade Brasil (ombros), Ultra (calção) e Minds (uma das mangas). A Alcatel, fabricante de smartphones que estampava o seu logotipo nas costas do uniforme corintiano, ainda negocia a permanência para 2018.


Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte