Publicada em 26/12/2017, às 14:37

Imprensa argentina revela interesse do América-MEX em Pratto e valor desejado pelo São Paulo

Segundo o Tyc Sports, mexicanos estão interessados na contratação do argentino, assim como o River Plate. Publicação traz que Tricolor espera receber R$ 33 milhões pela venda

(Foto: Reprodução/Instagram)

O River Plate ganhou um concorrente pela contratação de Lucas Pratto. Segundo o site argentino Tyc Sports, o América do México apareceu como novo pretendente do centroavante e deve fazer uma proposta em breve ao São Paulo. A notícia também foi divulgada por diversos veículos de comunicação mexicanos.

Ainda de acordo com a publicação, o clube mexicano teria intensificado as negociações durante o último final de semana e fará “uma oferta formal” nos próximos dias. Até o momento, o clube do Morumbi não recebeu nenhuma proposta oficial pelo atacante.

A multa rescisória de Pratto é de cerca de 11 milhões de euros (cerca de R$ 43 milhões). No entanto, a publicação traz que os paulistas aceitariam receber um pouco menos do que essa quantia, algo em torno de US$ 10 milhões, aproximadamente R$ 33 milhões.



Em entrevista à rádio argentina La Red, o empresário de Pratto, Gustavo Goñi, havia dito que o atleta tomaria uma decisão acerca de seu futuro “após as festas” de fim de ano. Segundo o agente, o centroavante gostaria de voltar ao seu país natal para ficar mais perto de sua filha de sete anos.

O próprio Lucas Pratto, inclusive, admitiu estar seduzido pelo interesse do River Plate, cujo desejo em contar com o jogador é antigo e tem origem em Marcelo Gallardo, técnico da equipe. Oficialmente, a diretoria são-paulina descarta negociá-lo, o que seria inevitável com o pagamento da multa rescisória.



O camisa 9 do Tricolor, que ainda sonha em disputar a Copa do Mundo de 2018, vê o retorno ao seu país como uma oportunidade para chamar atenção de Jorge Sampaoli, comandante da seleção argentina.




Artilheiro do São Paulo em 2017, com 14 gols, Pratto teve 50% de seus direitos econômicos adquiridos junto Atlético-MG em fevereiro por 6,2 milhões de euros (R$ 20, 5 milhões na conversão da época). O Galo ainda detém 45%, ao passo que os outros 5% pertencem a uma rede de supermercados de Belo Horizonte.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports