Publicada em 23/12/2017, às 10:35

Marcos Rocha acerta com o Verdão, mas vai renovar com o Galo; entenda

Como seu contrato com o Galo acaba em dezembro de 2018, ele deve prolongá-lo por uma temporada, ir para o Palmeiras por empréstimo e com opção de compra após isto

Marcos Rocha deve jogar no Palmeiras em 2018 (Foto: Bruno Cantini/Atlético)

Palmeiras e Marcos Rocha já têm um acordo salarial e o lateral-direito vai trocar a Cidade do Galo pela Academia de Futebol em 2018. Mas antes disso, o jogador terá de renovar com o Atlético-MG, que na negociação deve receber o atacante Róger Guedes.

O contrato entre Marcos e o clube mineiro acaba em dezembro de 2018, prazo do seu vínculo com o Verdão. Ou seja, o lateral poderia assinar um pré-contrato em junho e sair de graça do Atlético. Para que isto não aconteça, a tendência é de que o Galo renove por mais um ano com ele, até o fim de 2019, deixando o Palmeiras com a opção de compra após o empréstimo.

Esta parte da negociação está bem avançada e deve ser finalizada neste sábado. Resta o acordo entre Róger Guedes e o Atlético - o atacante de 21 anos também está praticamente certo e será emprestado por um ano. João Pedro, que antes iria entrar na negociação, está fora das conversas. O lateral-direito do Verdão, porém, ainda não sabe se permanecerá, já que recebeu sondagens de outros times.



Atrapalhado por lesões, Marcos Rocha tem bons números
Eleito quatro vezes seguidas o melhor lateral-direito do Brasil (entre 2012 e 2015), Marcos Rocha foi atrapalhado por lesões nos últimos dois anos. Ainda assim, conseguiu bons números no Brasileirão de 2017.

Nesta temporada, ele teve lesões musculares e uma entorse no joelho, mas conseguiu jogar 49 vezes (21 delas no Brasileiro). Em 2016, foram alguns problemas físicos em sequência e 41 partidas.



De acordo com o Footstats, Marcos foi neste ano o lateral-direito com melhor média de desarmes certos por jogo (3,3 por partida), melhor média de lançamentos (2,5 por partida) e aquele que deu mais assistências, cinco. O problema é que de 2014 para cá, o Brasileiro que ele mais jogou foi o de 2015, apenas 22 vezes. Foram 15 em 2016 e 20 em 2014.




Conteúdo publicado originalmente no site Lance!