Publicada em 21/12/2017, às 17:34

Felipe Melo diz que evitou ao máximo confusão com o Peñarol, mas “não poderia voltar em um caixão”

O meio-campista do Palmeiras participou do programa Bom Dia FOX desta quinta-feira (21 de dezembro)

(Foto: Divulgação/Flickr Palmeiras)

O volante Felipe Melo, do Palmeiras, participou do programa Bom Dia FOX desta quinta-feira (21 de novembro). Ao fazer um resumo sobre a sua temporada (confira o vídeo completo acima), o 'Pitbull' falou sobre a briga com os jogadores do Peñarol na última Conmebol Libertadores. O meio-campista disse ter errado, mas que a frase dita na sua chegada ao Verdão não foi a causa da confusão.

“Óbvio que teve a situação do Peñarol, na qual eu tive um erro muito grave naquela famosa frase (‘Se tiver que dar tapa na cara de uruguaio, vou dar’). Mas não creio que toda aquela polêmica, aquela confusão que teve em campo foi por causa da frase, haja visto todo o histórico do clube uruguaio na Libertadores. A minha frase veio depois de muitas brigas já”, disse o atleta, que seguiu:

“Quando a gente erra, a gente se desculpa, assim como me desculpei. Da parte deles houve também uma desculpa, então perdoaram. Fiz de tudo para não acontecer a confusão, mas é bom deixar claro também que eu tenho quatro filhos e não posso voltar para casa de repente dentro de um caixão, porque é o que roçou naquele momento ali. Acho que roçou um pouco uma tragédia, foi feia a situação”, afirmou Felipe, que completou:



“Mas, enfim, é passado, eu aprendi com aquilo dali de repente pelas minhas palavras, que foram fortes. Não foi aquilo que quis passar, já falei disso, então está encerrado”.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports