Publicada em 21/12/2017, às 13:11

Cruzeiro e São Paulo arrastam "novela Hudson"; Santos tem interesse

Tricolor quer receber o valor previsto em contrato, mas Raposa tenta alternativas, que aparentemente não agradam o clube paulista; "Na sobra", Peixe está de olho

Hudson foi figura importante do Cruzeiro em 2017, mas não deve permanecer (Foto: Washington Alves/Light Press)

A situação sobre a permanência ou não do volante Hudson no Cruzeiro está se transformando em uma novela. Após defender a Raposa em 2017 - emprestado pelo São Paulo, dono de parte dos direitos do jogador -, o volante ainda não sabe qual camisa vai usar na próxima temporada. O clube mineiro tenta alternativas para manter o atleta, importante para o time de Mano Menezes, mas o Tricolor não se empolgou com nenhuma das propostas que chegaram de Minas Gerais e, ao que tudo indica, vai liberar apenas se o Cruzeiro pagar o previsto em contrato ou se uma nova investida chegar, com uma composição que agrade. Procurado, o clube paulista não quis comentar a situação.

O acordo entre os dois clubes prevê que o Cruzeiro tem preferência para adquirir 50% dos direitos de Hudson por 1,5 milhões de euros (pouco mais de R$ 5,8 milhões na cotação atual). A diretoria celeste não quer gastar todo esse dinheiro e fez uma primeira proposta de 500 mil euros, mas incluiu 25% dos direitos do atacante Lucca no "combo". A proposta foi recusada. A segunda tentativa foi uma oferta de 700 mil euros, valor que seria pago por apenas 25% dos direitos, e não mais por 50%, como previsto anteriormente. Essa proposta ainda não foi respondida, mas a possibilidade de aceitação é pequena.

Sem nenhum acordo, a tendência é que Hudson não fique no Cruzeiro. A demora na definição incomoda o jogador, que tem outras propostas e quer definir o futuro. O GloboEsporte.com apurou que um dos times interessados é o Santos, que aguarda a resolução entre Cruzeiro e São Paulo para tentar a contratação.



Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte