Publicada em 20/12/2017, às 13:43

Sem espaço no Santos, Hernández vê retorno à Colômbia com bons olhos

Atacante está insatisfeito com as poucas chances recebidas no Peixe e deseja ser negociado

Vladimir Hernández tem contrato com o Santos até 2021 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Pouco aproveitado nesta temporada, Vladimir Hernández não quer seguir no Santos em 2018. O colombiano deseja ser negociado para uma equipe em que possa ser titular. Com sondagens de Junior Barranquilla, seu ex-clube, Deportivo Cali e Atlético Nacional, um retorno à Colômbia é o caminho mais provável.

Em seu país, o jogador de 1,60m e 28 anos é visto como craque. O Peixe não faz questão de manter Hernández, mas prefere que a negociação seja por empréstimo. O atacante sabe das dificuldades, mas prefere uma transação em definitivo. Seu contrato vai até 2021.

– Eu deixo tudo nas mãos do meu representante. Ele me manda mensagem quase todos os dias. Alguns dirigentes do Junior Barranquilla o chamaram com o desejo que eu retorne. Mas isso leva tempo. Tem de esperar. Se a oportunidade existir, é o time que amo, que levo no meu coração. Uma volta ao Junior seria algo lindo. Se não acontecer, posso ir para outro time ou ficar no Santos porque ainda tenho quatro anos de contrato. Talvez sair para jogar em outro time seja mais positivo para mim – disse Vladimir Hernández, em entrevista para o "El Heraldo", da Colômbia.



Hernández também destacou os motivos que pesaram para ele ter recebido poucas chances no Peixe. A falta de sequência foi o principal problema, segundo o atacante.

– Quando eu cheguei no Santos tinha um grupo que vinha jogando desde o ano passado, brigado pelo título. O técnico que estava quando cheguei (Dorival Júnior) me dava muita confiança, mas infelizmente nunca fui titular em mais de quatro ou cinco partidas seguidas. Isso corta um pouco o ritmo. Foi difícil, um ano complicado. Sou um jogador que gosta de estar em campo. Ainda assim tive um bom aprendizado – concluiu.



A pedido do ex-técnico Dorival Júnior, o Santos pagou R$ 3,2 milhões ao Junior Barranquilla para ter Hernández. O atacante começou muito bem ao estrear com um gol de bicicleta no amistoso de pré-temporada contra o Kenitra, do Marrocos, em janeiro. No decorrer do ano, as expectativas não se cumpriram, e ele nunca foi titular absoluto.




Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte