Publicada em 20/12/2017, às 15:41

Galiotte: negociação impossível com Rafinha enquanto estiver no Bayern

Presidente do Palmeiras vê negociação complexa para contratar Scarpa por empréstimo, e garante que não tem intenção de negociar saída de Borja: "Está nos planos de 2018"

Em participação no Seleção SporTV nesta quarta-feira, o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, falou sobre chegadas e saídas no elenco alviverde. O principal nome especulado no momento no clube é do lateral-direito Rafinha, hoje no Bayern de Munique, mas o dirigente garantiu que, enquanto ele tiver vínculo com o clube alemão, nada poderá ser feito para trazê-lo.

- Ele é um atleta do Bayern. Enquanto estiver vinculado ao clube (alemão), impossível nós fazermos qualquer tipo de comentário em termos de contratação, até porque ele tem contrato (...). Nós não chegamos a tratar com o Rafinha, não chegamos a tratar nenhum tipo de negociação envolvendo o jogador, até porque enquanto ele tiver vínculo com o Bayern não temos condições de fazermos absolutamente nada. O que chegamos a refletir é que, na possiblidade de ele estar voltando ao Brasil e romper o vínculo com o clube, aí sim chegamos a pensar em conversar com o atleta e seu procurador. Mas isso não ocorreu até o momento.

Outro nome citado no clube é do meia Gustavo Scarpa, do Fluminense. Sobre ele, Galiotte admitiu a negociação, mas admitiu que ela é complexa no momento. O objetivo de tê-lo, no entanto, segue de pé.



- O Gustavo Scarpa é um grande jogador, gostaríamos de contar com ele no elenco, mas não é uma negociação simples. Ao contrário, ela é bastante complexa porque envolve várias pessoas. Seria uma situação de troca por um ano, então o Palmeiras está sendo bastante responsável, respeitando todos os envolvidos, é muito difícil um prognostico. Se tiver realmente condição de fazer o negócio, nós gostaríamos. Mas admito que não é uma situação simples.

Sobre o atacante colombiano Miguel Borja - que já afirmou que não deseja deixar o Palmeiras -, o presidente garantiu que não tem intenção alguma de negociá-lo.



- O Palmeiras não pensa em negociá-lo. O Borja faz parte do nosso elenco, está nos planos de 2018. Entendemos que ele precisou de um período de adaptação, mas ele tem potencial e por isso foi contratado. Contamos com ele para o próximo ano, não temos nenhuma ideia em relação a negociação (...). Para nós, não houve nenhuma consulta oficial.




Conteúdo publicado originalmente no site Sportv