Publicada em 20/12/2017, às 14:12

Corinthians busca zagueiro em países vizinhos e traça dois perfis de reforço

Presidente Roberto de Andrade admite dificuldades para achar substituto de Pablo

Alessandro Nunes, gerente de futebol do Corinthians, Fábio Carille, técnico do Timão, e o presidente Roberto de Andrade (Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians)

Com dificuldades para achar um zagueiro no mercado brasileiro, a diretoria do Corinthians está de olho em países vizinhos. Comissão técnica e CIFUT (Centro de Inteligência do Futebol) monitoram atletas que se destacaram na América do Sul e podem ser reforços.

Segundo o presidente do Timão, Roberto de Andrade, o clube busca zagueiros de dois perfis diferentes para substituir Pablo: mais jovem e com bom potencial de revenda ou já mais experiente e consagrado.

– Queremos um cara que chega e jogue, mais novo, com velocidade maior. Nos demos muito bem com o Felipe. É nessa linha que a comissão técnica quer. Se achar uma promessa dessa, que chegue e jogue, seria bom. Ou o oposto disso, pega um jogador mais cascudo, como o Henrique, do Fluminense, por exemplo, que é maduro, consagrado. Você tem os dois extremos. Se achar um que vai trazer o retorno financeiro, vai para um lado, senão vai para o outro – comentou Roberto de Andrade.



Henrique não foi o único citado pelo dirigente. Marllon, que disputou o último Brasileirão pela Ponte Preta, também foi elogiado pelo mandatário, mas com a ressalva de que ele é uma aposta e chegaria para compor o elenco, não para ser o substituto imediato de Pablo.

– A gente fica esperando achar uma outra coisa que possa vir, como o Balbuena, que ninguém conhecia, e é um zagueiro formidável. É nessa linha que a gente procura – destacou o presidente.



A busca por atletas na América do Sul não se deve apenas à carência de atletas disponíveis no Brasil. O Corinthians tem achado as pedidas salariais dos jogadores muito altas e acredita que é possível encontrar melhores oportunidades em países vizinhos.




– Tem alguns zagueiros despontando por aí, não sei falar em termos comerciais, se vale a pena ou não. Mas na América do Sul o salário não é tão um problema, a gente consegue equiparar, teria que ver mais os direitos econômicos, o que não é fácil – explicou Roberto de Andrade, que descartou mais uma vez retomar as negociações com Pablo.

Atualmente, o elenco alvinegro conta com os seguintes zagueiros: Balbuena, Pedro Henrique, Léo Santos, Vilson e Yago, que retornará de empréstimo da Ponte Preta.


O planejamento da diretoria corintiana é de contratar dois defensores.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte