Publicada em 20/12/2017, às 16:03

Com clube "zerado", presidente eleito no Santos vai recorrer a empréstimos

José Carlos Peres afirma que o clube tem situação financeira delicada

José Carlos Peres deve recorrer a emprésimo bancário para quitar dívidas do Santos (Foto: Lucas Musetti)

Presidente eleito no Santos, José Carlos Peres vai recorrer a empréstimos bancários para quitar vencimentos de curto prazo, como a segunda parcela do 13º e os salários do elenco a serem depositados em 5 de janeiro, entre outras pendências.

– O Santos está zerado. O clube está em uma situação delicada. Vamos iniciar a reformulação administrativa a partir de janeiro – disse Peres, em entrevista à "Folha de S. Paulo".

Peres tinha planos de ir à Federação Paulista de Futebol para pedir o adiantamento dos R$ 18 milhões das cotas de TV, que serão pagas apenas em 2018. O mandatário, porém, preferiu recorrer ao empréstimo bancário.



– Federações não são bancos. Será um choque de gestão. O manual diz: precisando de dinheiro, se vai no banco. É isso que estamos fazendo – disse Peres, na última segunda-feira, quando assumiu a presidência de forma simbólica em solenidade na Vila Belmiro.

Oficialmente, a mudança na diretoria será iniciada no dia 2 de janeiro. Enquanto isso, Modesto Roma abriu as portas do clube para Peres. A transição começou na última semana.



Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte