Publicada em 20/12/2017, às 14:18

Balbuena valoriza Corinthians: 'Não adianta ir para Real Madrid ou Barcelona se não está feliz'

Em meio a negociações para renovar seu contrato, zagueiro paraguaio explicou que está muito bem adaptado a São Paulo e não pensa em sair do clube neste momento

(Foto: Marco Galvão/Foto Arena)

O zagueiro Fabián Balbuena, um dos líderes do elenco corintiano na campanha da temporada 2017, que resultou nos títulos do Campeonato Paulista e do Brasileiro, não pensa em deixar o clube no ano que vem. Em meio a negociações para renovar seu contrato, o paraguaio explicou que está muito bem adaptado a São Paulo e não pensa em sair do Corinthians neste momento.

“Na verdade, não penso muito nisso. O jogador que pensa muito nisso acaba perdendo o foco principal do seu trabalho. Estou muito bem no Brasil, minha família está muito bem adaptada a São Paulo, o mais importante é isso para um jogador, deixa a gente muito mais tranquilo quando a família está bem”, comentou o defensor, em entrevista à rádio paraguaia 970 AM.

“Não adianta nada você ir jogar em clubes como Real Madrid e Barcelona se você não está feliz. Estou bem, estou jogando, o mais importante para ir crescendo na parte profissional, passo a passo estou crescendo no clube e agora é tratar de me apresentar no dia 3, continuar trabalhando e tentar conquistar mais”, avaliou o atleta.



Dono de vínculo até o final de 2018 com o Timão, Balbuena já tem negociações avançadas para estender o contrato por outros três anos. Em contato com a diretoria, já sinalizou que gostaria de renovar, mas pediu que o seu empresário, Renato Bittar, fosse o responsável por conduzir as negociações.

Uma reunião do Alvinegro com o representante deve acontecer nesta semana, aproveitando a ida do presidente, Roberto de Andrade, e do gerente de futebol, Alessandro, ao sorteio da fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone de 2018, que será realizado na noite desta quarta-feira, em Luque, no Paraguai.



Tratada com bons olhos desde o meio do ano, a renovação ganhou força quando Pablo, parceiro de zaga de Balbuena, não acertou sua permanência para a próxima temporada. Tida como trunfo para o sucesso do clube, a linha defensiva seria praticamente desfeita caso o paraguaio seguisse o caminho do companheiro.




“Muitos paraguaios deixaram sua marca em grandes clubes, graças a Deus estamos conseguindo fazer bem o nosso trabalho. Ángel conseguiu conquistar o carinho do público também, gostam muito dele lá, esperamos seguir abrindo as portas para quem estiver para chegar ao Brasil”, concluiu.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports