Publicada em 20/12/2017, às 11:38

Após despedida de Barrios, Grêmio prioriza busca por novo "fazedor de gols"

Tricolor foca na renovação de Renato para entrar com mais força no mercado, mas opções começam a ficar escassas por centroavante para 2018

Barrios deixou o Grêmio e fez sua despedida na terça-feira (Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação)

De forma surpreendente, Lucas Barrios admitiu que não permaneceria no Grêmio para 2018 após a derrota para o Real Madrid no Mundial de Clubes, no último sábado. Na tarde de terça-feira, usou as redes sociais para se despedir dos tricolores e agradecer pelo apoio na temporada. Mas uma lacuna da espinha dorsal do time ficou aberta, e a busca por um novo "fazedor de gols" torna-se uma das principais reposições da direção para o ano que se avizinha.

O tempo passa a ser um dos maiores inimigos dos dirigentes gremistas para preencher a vaga no ataque. A prioridade do momento é a renovação do técnico Renato Gaúcho. Enquanto não ocorre o desfecho, as contratações ficam em compasso de espera. A mudança no calendário da Libertadores e a disputa do Mundial de Clubes, encerrado há quatro dias, atrasaram a entrada no mercado, ainda que os cartolas acompanhem situações de possíveis alvos ao longo do ano.

– Temos a avaliação de que precisamos de alguns jogadores para compor o grupo, precisamos reforçar. Passamos por um estágio em 2017 de montar um grupo e ser vitorioso. Temos jogadores monitorados e deve acelerar essa situação. Tratar de contratações e renovações durante a disputa da Libertadores e do Mundial não seria uma postura boa, poderia prejudicar o grupo – disse o vice de futebol Odorico Roman depois do Mundial.



O caso de Jael vai ao encontro do que vive o Grêmio. Indicado por Renato no início do ano para compor o grupo como opção de área, atuou pouco e ficou seis meses parado devido a uma lesão no joelho. Quando voltou, ouviu vaias da torcida. Mas o fim da temporada fez sua reputação crescer, com elogios nos jogos finais da Libertadores, principalmente. Sua renovação está intimamente ligada à permanência de Portaluppi. Ele já falou que quer ficar.

Henrique Dourado surge na preferência da torcida (Foto: André Durão)





Desta forma, o Grêmio deve ir atrás de um homem de área para 2018. No plantel atual, além de Jael, apenas Everton e Beto da Silva poderiam fazer a função. Porém, com características diferentes. A dupla prefere atuar nas posições de armação, por dentro ou pelo lado. Assim, Se Renato continuar no comando, a tarefa será ainda mais imediata, já que ele não abre mão de um atleta de referência em seus esquemas.




Resta saber qual será o poder de fogo que terá o Grêmio para investir em um nome de peso. Barrios, inclusive, saiu pela dificuldade em mantê-lo com um salário alto reajustado. O nome que mais chama atenção da torcida nas redes sociais (veja abaixo) é Henrique Dourado, artilheiro do Brasileirão com 18 gols, ao lado de Jô, que não seguirá no Fluminense. No entanto, a diretoria diz não ter interesse.














Estrangeiros como Calleri, ex-São Paulo que está no Las Palmas, Benedetto, do Boca Juniors, e Gustavo Bou, companheiro de Miller Bolaños no Tijuana, também aparecem na lista de sugestões. Todos, porém, necessitariam de um alto investimento. No Brasil, ainda há opções de "grife", como Fred e Ricardo Oliveira. O Flamengo e o Atlético-MG, respectivamente, já estariam de olho na dupla.

Ao passo que vasculha seu banco de dados à procura de um substituto para Barrios, o Grêmio age para definir o futuro do técnico Renato Gaúcho. Sem acordo na conversa com o empresário Gerson Oldenburg na noite de terça-feira, uma nova reunião deve ocorrer nesta quarta. Em outra frente, o presidente Romildo Bolzan Júnior e o executivo André Zanotta seguem até Luque, no Paraguai, para acompanhar o sorteio da Libertadores de 2018, a partir das 21h.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte