Publicada em 19/12/2017, às 14:26

Palmeiras 'abre espaço' no elenco para a volta de atletas emprestados

João Pedro, Victor Luis, Allione e Artur estão entre os jogadores que, no mínimo, vão fazer a pré-temporada. Eles devem entrar no lugar de jogadores que já saíram ou podem sair

(Foto: Sirli Freitas)

Dos jogadores que estavam emprestados pelo Palmeiras em 2017, ao menos quatro vão iniciar a pré-temporada: João Pedro, Victor Luis, Allione e Artur. Os quatro foram avisados pela diretoria de que fazem parte do grupo que se reapresenta dia 3 de janeiro; eles vão preencher algumas lacunas deste elenco.

Na lateral direita, posição de João Pedro, Fabiano tem chances de ser negociado com o futebol europeu. Mayke e Jean são as outras opções no grupo, que ainda pode contar com o reforço de Rafinha, do Bayern de Munique (ALE). Ele deseja voltar ao Brasil, tem contrato com o clube bávaro até o meio do ano e ainda não definiu se retorna já no início de 2018.

Victor Luis, do outro lado, chega para ser concorrente de Diogo Barbosa. Os dois preenchem as vagas deixadas por Zé Roberto, que se aposentou, e Egídio, acertado com o Cruzeiro. Michel Bastos, embora diga que prefira jogar no meio, é o terceiro nome para a lateral esquerda.



Allione e Artur são dois jogadores de velocidade que devem substituir Erik e Róger Guedes. O primeiro foi emprestado por um ano ao Atlético-MG, enquanto o outro está disponível no mercado. O Palmeiras tentou envolvê-lo na troca com o Fluminense por Gustavo Scarpa, mas o camisa 23 recusou. Outra opção é negociá-lo com a Europa - não há proposta no momento, porém.

Mais um palmeirense emprestado que pode continuar no grupo é Thiago Martins. O zagueiro foi cedido ao Bahia até dezembro sem opção de compra, justamente por estar nos planos para 2018. Mas se Mina não for negociado - e o Verdão ainda não recebeu proposta para vendê-lo em janeiro -, ele e Pedrão, do sub-20, correm riscos.



O também zagueiro Emerson Santos, o goleiro Weverton e o meia Lucas Lima se juntam a Diogo Barbosa entre os reforços já contratados. Mais um lateral-direito pode chegar, caso Rafinha de fato fique livre, enquanto Scarpa, assim como Ricardo Goulart, é uma "oportunidade de mercado". Em nenhum dos três casos a negociação neste momento é considerada simples.




Atualmente, o elenco do Palmeiras tem 36 jogadores, e a intenção da diretoria é ter 31 jogadores à disposição de Roger Machado. Mais cortes, portanto, devem ocorrer, enquanto Lucas, Taylor, Matheus Sales, Renato e Mouche são alguns dos emprestados que não devem ter chance em 2018.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!