Publicada em 19/12/2017, às 15:29

Fora do Santos, Zeca segue treinando e aguarda propostas

Caso o atleta acerte com algum clube, o Peixe terá o direito de entrar na Justiça cobrando o pagamento da multa de 50 milhões de euros (R$ 190 milhões) de quem contratá-lo

(Foto: Divulgação)

Zeca ainda não sabe onde jogará em 2018. Sem aparecer no Santos desde o fim de outubro, quando entrou na Justiça contra o clube, o lateral-esquerdo vem treinando no Paraná para manter a forma física. Ele aguarda propostas de outras equipes, já que está ‘livre’ do Peixe desde o início de dezembro.

Apesar da rescisão contratual ter sido publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF, os advogados do alvinegro acreditam que Zeca ainda esteja longe de ficar completamente liberado para acertar com algum time. Afinal, o jovem de 23 anos só conseguiu a liberação através de um habeas corpus no Tribunal Superior do Trabalho de Brasília.

Como a constituição prevê que uma pessoa pode exercer sua profissão onde bem entender, o lateral teve o pedido aceito. No habeas corpus, porém, Zeca não alega que o Santos tenha pendências salariais.



Sendo assim, se o atleta acertar com algum clube, o Peixe terá o direito de entrar na Justiça cobrando o pagamento da multa de 50 milhões de euros (R$ 190 milhões) de quem contratá-lo.

José Carlos Peres, eleito presidente do Santos no dia 9 de dezembro, já demonstrou interesse em conversar com Zeca, mas descartou a possibilidade dele retornar ao elenco santista.



Corinthians, Palmeiras e São Paulo demonstraram interesse Zeca. Porém, a possibilidade de um imbróglio na Justiça faz os três rivais ficarem receosos na hora de fazer uma investida no lateral-esquerdo.




Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports