Publicada em 14/12/2017, às 16:30

Em novo julgamento, Jô se livra de punição por agressão no Brasileiro

Centroavante do Corinthians teve a pena mínima mantida, e já cumprida, por atingir o zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, com um chute na 31ª rodada do Nacional

(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

Suspenso por uma partida por chutar o zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, em jogo da 31ª rodada do Campeonato Brasileiro, o atacante Jô teve a pena mantida em novo julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Em última instância, o atleta teve, nesta quinta-feira, a confirmação da suspensão de um jogo em decisão unânime do Pleno. As informações são do site do STJD.

Jô foi denunciado por agressão ao atingir o atleta Rodrigo com um chute na vitória da Ponte por 1 a 0 em Campinas. Em julgamento na Comissão Disciplinar o jogador teve a denúncia desclassificada para ato hostil e foi punido com um jogo de suspensão, cumprido na 34ª rodada contra o Avaí, após o julgamento. Em busca de uma pena maior, a Procuradoria recorreu.

No Pleno, o relator destacou a baixa gravidade e falta de dolo para configurar a agressão física. Por essa razão, o Auditor Décio Neuhaus votou para não dar provimento ao recurso da Procuradoria e manter a decisão da Comissão Disciplinar para aplicar uma partida de suspensão ao atacante Jô. O voto foi acompanhado pelos demais Auditores presentes.



O centroavante do Corinthians foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro ao lado de Henrique Dourado, do Fluminense, com 18 gols e eleito o craque da competição nos principais prêmios, inclusive o da CBF.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!