Publicada em 14/12/2017, às 09:42

Após recusas, Santos corre contra o tempo para anunciar novo diretor

Rui Costa, da Chapecoense, e Diego Cerri, do Bahia, não aceitaram propostas para o cargo. José Carlos Peres quer agilizar a contratação e planejar 2018 com o apoio da direção

(Foto: Gabriela Brino)

Até o momento nenhum contrato de jogador ou renovação passou pelas mãos de José Carlos Peres, o novo presidente do Santos. O motivo é a indefinição do nome para o cargo de diretor-executivo. Na quarta, o clube recebeu respostas negativas de Diego Cerri, do Bahia, e Rui Costa, da Chapecoense, que não quiseram negociar com o Peixe.

Antes de mexer com negociações, Peres dá prioridade para a direção do Peixe. A ideia é que o contratado participe da escolha do técnico e dos reforços para a próxima temporada. Até o momento, não há nenhum acerto para a função. No entanto, o mandatário quer anunciar o contratado nesta quinta-feira.

Gustavo Vieira é um nome forte entre os estudados pela nova diretoria. O diretor se encaixa com o perfil do Santos por gostar de trabalhar com os mais jovens, ter uma boa visão de mercado, e ter feito bons times com poucas opções pelos clubes que passou.



Rui e Cerri deixaram as portas abertas para um futuro vínculo com o Alvinegro, mas ambos irão continuar em seus atuais clubes por estarem envolvidos com o planejamento para a próxima temporada.

Além da dupla, que estava no topo da lista de desejo do novo presidente, outros nomes como Paulo Roberto Pelaipe e Paulo Rogerio Carvalho foram especulados, mas ambos negaram conversas, apesar de demonstrarem interesse.



Peres que deixar o diretor executivo responsável pelo time da base, profissional e do feminino.




Conteúdo publicado originalmente no site Lance!