Publicada em 13/12/2017, às 21:47

Veja quem o Fluminense pediu ao São Paulo para ceder Gustavo Scarpa

Peruano Cueva e lateral Reinaldo foram os desejos de Abel. Negócio não andou

Gustavo Scarpa era alvo do São Paulo, mas deve ir ao Palmeiras (Foto: LUCAS MERÇON/FLUMINENSE F.C.)

Cueva e Reinaldo: esse foi o pedido do Fluminense para negociar Gustavo Scarpa com o São Paulo. A resposta foi negativa, a conversa estagnou e o Palmeiras, com uma gama de opções maior ao elenco do Tricolor carioca, assumiu a liderança na corrida para contratar o meia.

O São Paulo foi o primeiro a oficializar interesse em Scarpa. Fez uma proposta de 3 milhões de euros (R$ 11,6 milhões) e ofereceu uma lista de jogadores que poderiam ser envolvidos em troca. O técnico Abel Braga pediu o meia peruano e o lateral-esquerdo que disputou o último Campeonato Brasileiro emprestado à Chapecoense, e voltará ao Tricolor em 2018. Eles não estavam na lista.

Nesse momento, Abel tem mais interesse em reforçar o elenco com jogadores do que ter mais dinheiro no caixa do Flu. E como o Palmeiras tem um elenco muito maior, com mais possibilidades que possam atender aos desejos de Abel, a partir do momento em que eles entraram na parada, o São Paulo entendeu que seria difícil competir.



Scarpa era um desejo da comissão, além de suas qualidades técnicas, para que o São Paulo não perdesse tanta criação quando ficasse sem Cueva, frequentemente convocado para a seleção peruana e cobiçado no mercado externo.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte