Publicada em 13/12/2017, às 11:29

Presidente eleito do Santos sonha com técnico europeu, mas só no futuro

José Carlos Peres adia objetivo para não prejudicar planejamento do Peixe

Roberto Mancini durante a passagem pela Inter de Milão (Foto: Reuters)

Presidente eleito do Santos, José Carlos Peres sonha em ter um técnico europeu no comando do time. A vontade, porém, vai ficar para depois. O dirigente entende que a chegada de um profissional de fora do Brasil poderia atrasar o planejamento para 2018 por causa da adaptação ao país.

Peres recebeu o contato de um representante do técnico italiano Roberto Mancini, do Zenit, da Rússia. O agente disse que o profissional gosta do Peixe, mas que ele não poderia vir para o Brasil agora por causa da diferença salarial.

Além do contato sem compromisso de Mancini, o presidente eleito recebeu de empresários o nome do treinador argentino Ariel Holan, do Independiente, finalista da Copa Sul-Americana com o Flamengo. Ele foi descartado.



Quem será o técnico do Peixe?

O primeiro nome da lista é o de Jair Ventura, do Botafogo. Zé Ricardo, do Vasco, e Abel Braga, do Fluminense, também estavam na mira, mas vão permanecer em seus clubes.



Jair tem mais um ano de contrato, mas a multa rescisória é considerada baixa – metade dos salários integrais em um ano, cerca de R$ 700 mil. O convite ao técnico deve ser feito depois do anúncio do novo diretor executivo – Rui Costa, da Chapecoense, recusou a oferta. Diego Cerri, do Bahia, desponta como o favorito.




O planejamento de Peres é definir o diretor nesta quarta-feira, para depois acertar com o treinador e, por fim, ir atrás de reforços. O presidente quer contratações em todos os setores do elenco.

José Carlos Peres quer Jair Ventura no Santos (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)




Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte