Publicada em 12/12/2017, às 20:30

MP vai retirar pedido de afastamento de Anderson Simões do Botafogo

Ministério Público havia pedido que o vice-presidente de estádios do Glorioso se afastasse das funções junto ao clube. Porém, sem denúncia contra o dirigente, ele deve voltar

Atualmente distante, Anderson Simões é influente na política do clube de General Severiano (Foto: Vitor Silva / SSPress)

O vice-presidente de estádios do Botafogo, Anderson Simões, atualmente afastado das funções a pedido do Ministério Público, deve voltar à ativa. De acordo com publicação original do site do jornal O Globo, o MP vai retirar a medida cautelar que solicitava o distanciamento do dirigente do clube.

Ainda assim, Simões segue no radar da Operação Limpidus, pela qual foi conduzido coercitivamente a depor no dia 1º deste mês. O dirigente, assim como outros que tiveram seus nomes ligados à ilegalidades, podem ser chamados novamente a depor ou até ser denunciados.

Pela mesma Limpidus, denunciados foram presos na última segunda-feira. Assim como afirmou não ter sido notificado oficialmente do pedido de afastamento de Anderson Simões, o Glorioso diz não saber oficialmente da retirada da medida cautelar.



A Operação investiga relações entre clubes e membros de torcidas organizadas. Algumas destas torcidas até banidas de estádios. À época do depoimento do dirigente alvinegro, O Botafogo havia se manifestado em defesa dele.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!