Publicada em 11/12/2017, às 21:02

Pedro Rocha aproveita férias e viaja para ver Grêmio no Mundial de Clubes

Atacante do Spartak Moscou vai dar força para os ex-companheiros em jogo com o Pachuca

Pedro Rocha com Maicon em hotel do Grêmio nos Emirados Árabes (Foto: Eduardo Moura)

Participante ativo na campanha do Tri da América do Grêmio, o atacante Pedro Rocha viajou aos Emirados Árabes para matar a saudade e mostrar apoio aos ex-companheiros. O hoje jogador do Spartak Moscou aproveitou folga no calendário e chegou a Al Ain para ver o duelo do Tricolor contra o Pachuca, nesta terça-feira, às 21h (15h no horário de Brasília), pelo Mundial de Clubes.

Pedro Rocha, porém, não vai conseguir ver a final do Mundial, caso o Grêmio vença o Pachuca e se classifique, como esperam todos os gremistas, segundo seu pai Gessé Neves. O atacante tem viagem marcada para os Estados Unidos no dia 13 e, por isso, não conseguirá ver o Tricolor na decisão da competição mais importante. No entanto, veio por uma palavra de apoio aos companheiros.

O atacante foi figura ativa na campanha da Libertadores, ao anotar gols importantes, especialmente nas oitavas de final, na vitória sobre o Godoy Cruz, da Argentina. Além disso, ganhou status de ídolo a partir de seus gols na final da Copa do Brasil no ano passado. Depois de sua venda, Fernandinho ocupou a vaga - e manteve a figura de predestinado ao fazer gol na vitória sobre o Lanús, na final da Libertadores.



Pedro Rocha foi negociado no fechamento da janela de transferências, em agosto, para o Spartak Moscou, da Rússia, por 12 milhões de euros. A negociação ocorreu após Luan negar oferta dos russos para ficar no clube gaúcho, aposta que se mostrou eficaz a partir da conquista da América.

Conteúdo publicado originalmente no site Globoesporte.com