Publicada em 09/12/2017, às 13:23

Com a lateral esquerda indefinida, Yuri se prepara para assumir a 6

Desconhecido de parte da torcida, polivalente é opção automática e tem tudo para ser aproveitado em 2018, até porque o titular desse ano não volta e o reserva é dúvida

Yuri participou dos últimos dez dias de atividades do Glorioso nesta temporada (Foto: Vitor Silva/SsPress/Botafogo)

Victor Luís voltou ao Palmeiras, Gilson ainda não teve a permanência definida. Neste cenário, o Botafogo conta, por enquanto, com Yuri e Victor Lindenberg para a lateral esquerda. O segundo ainda deve ser emprestado, enquanto o primeiro disputou a última Série B do Campeonato Brasileiro pelo Santa Cruz. Após a experiência, o jovem de 21 anos garante estar mais maduro para assumir a responsabilidade de vestir a 6 do Glorioso.

- A expectativa é muito boa. Eu me sinto mais homem, mais maduro me sinto mais preparado. Aprendi bastante porque lá, apesar dos salários atrasados, o clima era bom. Aprendi muito com a galera mais velha, que dava conselhos, falava que isso não podia nos abalar. Vou levar para a minha vida. Apesar do rebaixamento à Série C, pessoalmente foi bom - admite o lateral ao LANCE!.

Yuri faz parte da geração campeã brasileira sub-20 em 2016. Naquele time, porém, Yuri era ponta-esquerda. E alternou entre a primeira e a segunda linha ao longo das categorias de base. Ponto a favor do atleta: vai que Jair Ventura precisa de alguém mais avançado...



- Onde tiver brecha eu vou brigar, mas o Jair e a galera sabem que jogo na ponta, já joguei até de "10" no sub-17. No profissional vinha jogando na lateral. Comecei, na base, de lateral, aí em alguns momentos me botavam no ataque, ficava revezando - explica.

A diretoria do Botafogo ainda avalia a renovação ou não de Gilson, de 31 anos. Principalmente se não houver acordo, um novo jogador deve ser contratado para a função. Enquanto isso, Yuri promete lutar por espaço.



- Sou um cara muito tranquilo e frio. Se tiver que ser (titular), vou estar tranquilo. Eu me preparei esse ano todo, estou bastante preparado. Se houver essa possibilidade e for da vontade de Deus. Se for para o Gilsão ficar, vai ser um briga sadia. Sempre o respeitei e recebi muitos conselhos dele - lembra.




Fonte: Lance!
Clique para ver a matéria no site fonte