Publicada em 06/12/2017, às 15:17

Com fim do empréstimo, Marlone evitar traçar planos: "Vida de jogador é doideira"

Meia atuou no Atlético-MG em 2017 e ainda tem dois anos de contrato com o Corinthians, mas deverá ser usado como moeda de troca

(Foto: Bruno Cantini/Flickr do Atlético-MG)

Sem conseguir ter uma boa sequência no Atlético-MG, o meia Marlone não ficará no clube para a próxima temporada. Com o empréstimo encerrado após o Brasileirão, não está nos planos e será devolvido para o Corinthians, dono dos direitos do jogador. No entanto, o aproveitamento dele no time paulista também não é garantindo, e Marlone deverá ser usado como moeda de troca do Timão para 2018.

LEIA MAIS

- Favorito para a presidência, Sette Câmara idealiza próximo ano no comando do Atlético-MG

- Atlético-MG se prepara para fazer nova proposta a Robinho após eleição

- Presidente do Conselho Deliberativo do Atlético acredita em eleição de paz

- "Um dia eu volto": Cuca comenta relação com o Galo e elogia trabalho de Oswaldo

- Leia mais notícias sobre Atlético-MG em www.futnet.com.br/atletico




Nem mesmo e fala sobre onde deve jogar na próxima temporada. Evita dar detalhes sobre o futuro e lembra a "doidera" que é a vida de um jogador de futebol.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- É difícil falar de vontade, porque ainda tenho dois anos com o Corinthians e futebol tudo muda muito rápido. É difícil eu falar, se quero ir para o Corinthians ou ficar, porque vida de jogador é muito doideira. Planejei muitas coisas aqui, mas acabaram não acontecendo. É assim a vida. Tenho que olhar com calma para fazer a escolha certa e ver onde vou ter uma sequência.

Dentro de campo, Marlone não correspondeu às expectativas do Atlético-MG. Foram apenas dois gols e poucas lembranças positivas para a torcida alvinegra. Apesar dos números ruins, o meia vê 2017 como um ano positivo.



- Esse ano foi um ano importantíssimo. Não posso achar que foi ruim pelo fato de não jogar ou estar em evidência. Foi onde fiz amizades, cresci muito aqui e extracampo também. Na vida do atleta não pode só olhar o ponto apenas de estar jogando. Aprendi muito aqui no Atlético-MG e pontuo como um ano positivo.

Marlone deixa a decisão de onde jogar na próxima temporada nas mãos dos representantes e pensa apenas em descansar agora.





- Os meus representantes estão conversando. Estão surgindo algumas coisas, mas nada de concreto. Vou para as férias. Ainda tenho dois anos com o Corinthians e vou resolver qual vai ser meu futuro. Agora não tem algo concreto - completou.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte