Publicada em 05/12/2017, às 16:04

Dourado diz estar feliz no Fluminense, mas não descarta saída: "Mercado está aberto"

Artilheiro do Brasileirão diz que não sentiu "clima de despedida" com Gustavo Scarpa após o empate com o Atlético-GO e deixa possível transferência nas mãos do presidente e do empresário

(Foto: André Durão)

O Fluminense encerrou o Brasileirão de 2017 em 14º lugar, com 47 pontos, com classificação para a Copa Sul-Americana. Apesar da campanha sem muito brilho, o atacante Henrique Dourado foi um dos artilheiros da competição, com 18 gols, ao lado de Jô, do Corinthians. O bom desempenho, somado à dificuldade financeira que vive o Fluminense, levanta a possibilidade de uma transferência.

Segundo o centroavante, a vontade é de ficar no clube para a próxima temporada. Porém o jogador afirma que seu empresário e o presidente Pedro Abad terão a palavra final.

- Eu tenho contrato com o Fluminense até 2020, já deixei isso bem claro. Mas nós sabemos que o Fluminense passa por algumas dificuldades. Meu desejo é de permanecer aqui, estou muito feliz e a minha família está bem adaptada. Só que o mercado está aberto, eu deixo na mão do presidente e do meu staff, que estão cuidando disso - afirmou, em entrevista na "Central do Mercado".



Dourado negou o "clima de despedida" envolvendo o meia Gustavo Scarpa após o empate com o Atlético-GO, em 1 a 1, e disse que apenas o que o mercado vai oferecer pode definir uma possível saída de qualquer jogador do Fluminense.

- Como eu falei, o Gustavo fez um baita campeonato, não só ele como outros jogadores do Fluminense, o futebol é muito dinâmico. Agora cabe ao Fluminense, isso o próprio presidente já deixou claro (...) Eu sinceramente não percebi nenhum tom de despedida de nenhum atleta. Quando termina uma temporada, dificilmente se formará um grupo com os mesmos atletas. Mas em momento nenhum pareceu um tom de despedida. Depende do que o mercado irá nos fornecer - disse.



Fonte: Sportv
Clique para ver a matéria no site fonte