Publicada em 25/11/2017, às 23:36

Internacional faz sua parte e passa pelo Guarani no Beira-Rio

Resultado da partida de Belo Horizonte confirmou o segundo lugar para a equipe gaúcha na última rodada da segunda divisão

(Foto: Divulgação)

Cumprindo com a sua parte do necessário para ser campeão da Série B, o Internacional superou em seus domínios o Guarani por 2 a 0 na última rodada da competição. Como não dependia apenas do seu resultado, o Colorado precisou esperar o fim de jogo em América-MG x CRB para ficar com a confirmação do seu vice-campeonato.

O jogo começou muito estudado, com o Internacional até tendo mais posse de bola nos minutos iniciais, mas quem chegou de maneira mais perigosa foi o time bugrino. Depois de bom passe recebido pelo lado direito da área, Bruno Mendes cruzou e Richarlyson bateu de primeira, mandando na rede pelo lado de fora e assustando Danilo Fernandes.

A resposta mais aguda do Colorado veio em dose dupla aos sete e aos nove minutos. Em bom passe de Camilo, Nico López, um tanto quanto sem ângulo, acabou chutando por sobre a meta de Vagner. E, na sequência, uma cobrança de escanteio teve a testada firme de Victor Cuesta e uma boa defesa do arqueiro do Bugre.



Sem se preocupar apenas em ficar retraído e “chamando” o Inter para o seu campo, os lances ofensivos eram bem trabalhados pelo Guarani e, principalmente quando exploradas as costas da marcação de Uendel e Claudio Winck através de Bruno Mendes, causavam problemas a zaga gaúcha.

Mesmo com dificuldades e enfrentando um rival que endurecia o jogo, uma tabela bem tramada do Inter aos 15 minutos abriu a conta no Beira-Rio. Depois de toque sutil de Nico López, Wiliian Pottker partiu para cima da marcação e tocou para o meio da pequena área onde o uruguaio apareceu bem e empurrou a bola no fundo das redes do time paulista.



O incômodo que o Guarani causava a defesa do Inter cessou e os espaços no ataque para os donos da casa começaram a aparecer. Com isso, aos 25 minutos, D’Alessandro lançou muito bem e, com a infiltração de Camilo, o meia só escorou para Nico López iludir a marcação do zagueiro e bater rasteiro para superar Vagner pela segunda vez no jogo.




Passado o “susto” dos bugrinos, novamente Bruno Mendes começou a ter espaços na defesa dos comandados de Odair Hellmann que fizeram em lances com Denner de falta e Phelipe Maia os torcedores Colorados ficarem um pouco receosos ao término do primeiro tempo.

Logo aos cinco minutos na volta do intervalo, Luiz Fernando avançou sem marcação e chutou bem de pé-esquerdo para acertar o travessão de Danilo Fernandes e seguir com o sinal de alerta ligado para a defensiva do Inter.


Entretanto, dois momentos trouxeram sensações distintas aos atletas e torcedores do Internacional. Enquanto o América-MG abriu a contagem com Rafael Lima e “esfriou” os ânimos em Porto Alegre, a expulsão de Phelipe Maia tranquilizou a partida de maneira quase que definitiva.

Com a partida já em ritmo morno, restou apenas o apito final de Rodolpho Toski Marques para sacramentar a vitória Colorada na despedida da equipe na Série B.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 0 GUARANI

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Data-Hora: 25/11/2017 – 17h30
Público/renda: 30.008 pessoas/R$ 539.662,00.
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR).
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR).
Cartões amarelos: Victor Cuesta, Rodrigo Dourado, D’Alessandro (INT), Phelipe Maia, Luiz Fernando (GUA)
Cartões vermelhos: Phelipe Maia (GUA)
Gols: Nico López (15 e 25’/1°T)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Claudio Winck, Thales, Léo Ortiz e Uendel; Rodrigo Dourado, D’Alessandro, Edenílson e Camilo (Carlos, aos 31’/2°T) e Willian Pottker (Juan, aos 43’/2°T); Nico López (Roberson, aos 40’/2°T). Técnico: Odair Hellmann.

GUARANI: Vagner; Bruno Souza, Jussani, Phelipe Maia e Salomão; Evandro, Baraka, Denner (Gabriel Leite, aos 15’/2°T), Luiz Fernando (Vitor Braga, aos 35’/2°T) e Richarlyson (Genílson, aos 26’/2°T); Bruno Mendes. Técnico: Lisca.

Fonte: Futebol Latino
Clique para ver a matéria no site fonte