Publicada em 13/11/2017, às 21:49

Sem chocolate e sono mais cedo: zagueiro do Grêmio revela cartilha para finais

Kannemann diz que jogadores estão com atenção máxima até em casa para priorizar decisão da Libertadores

Kannemann rechaçou favoritismo para o Grêmio (Foto: Eduardo Moura)

É inevitável. Cada jogador escalado para as entrevistas coletivas do Grêmio passa por uma espécie de saia justa - e que certamente qualquer um no Brasil quer enfrentar. Enquanto ainda há jogos do Brasileirão pela frente, como o desta quarta-feira, contra o São Paulo, praticamente todas as perguntas citam a Libertadores da América. Nesta segunda-feira, o zagueiro Kannemann respondeu, mesmo que sempre ressaltando a importância da partida com os paulistas, e falou sobre "coisas pequenas" adotadas para o grupo chegar 100% na decisão.

"Está todo mundo fazendo as coisas certas. São coisinhas pequenas, em vez de comer chocolate, tomar café descafeinado, dormir a meia-noite ao invés da uma... Coisas pequenas" (Kannemann)

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



Para o argentino, não há favorito na decisão, embora possa se pensar no Tricolor por conta da nominata e da história do clube. E a intenção é usar o duelo com o São Paulo como uma espécie de teste. Com os retornos de Marcelo Grohe, Cortez e Edílson aos treinos, a tendência é por time completamente titular na quarta, na última partida destes antes da final.

- É um jogo muito importante pelos três pontos. Temos como objetivo tentar ficar na segunda colocação. Além disso, serve para preparação para final da Libertadores. Todo mundo sabe que ela está lá, dia 22, então mesmo que não queira, em uma parte da mente está nesse jogo - disse Kannemann. - Acho que o Grêmio não é favorito, não. É 50% para cada um, os dois times são muito bons, querem ganhar. Cada vez se demonstra mais que camisetas não ganha campeonato.

O gringo também relatou uma série de preparação dos jogadores fora do campo. Coisas pequenas, como deixar de comer um chocolate, dormir uma hora mais cedo para priorizar o descanso, por exemplo, para estar na melhor forma nas finais da Libertadores. Além de toda estrutura do clube, esse é o momento de sacrifícios pessoais para dar o título ao Grêmio. Kannemann já viveu situação semelhante no San Lorenzo, em 2014.





- O Grêmio está se preparando muito bem, está todo mundo consciente da importância dos jogos finais, tanto do Brasileiro quanto da Copa. Todo mundo está trabalhando, fazendo as coisas que tem que fazer, se cuidando em casa, vindo treinar com vontade. Está todo mundo fazendo as coisas certas. São coisinhas pequenas, em vez de comer chocolate, tomar café descafeinado, dormir a meia-noite ao invés da uma... Coisas pequenas - explicou.

Depois do empate com o Vitória, o Grêmio se reapresentou hoje. Para quarta, contra o São Paulo, a tendência é que a escalação seja com Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho; Barrios. Jailson e Everton ainda podem ganhar espaço nas vagas de Michel e Fernandinho, respectivamente.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio