Publicada em 12/11/2017, às 20:07

Zé Ricardo lamenta empate, mas exalta desempenho: "Produzimos o suficiente"

Técnico do Vasco se diz insatisfeito com resultado contra São Paulo em casa, mas elogia entrega do grupo: "Buscou a vitória até o final"

Zé Ricardo orienta equipe em empate com o São Paulo (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

O objetivo do Vasco no Campeonato Brasileiro tem sido entrar no G-7, posição que garante vaga na pré-libertadores em 2018. Depois de vencer o Santos na Vila Belmiro, o time poderia chegar a esse posto na tarde deste domingo. Porém, um empate contra o São Paulo em São Januário prejudicou a meta cruz-maltina.

O Vasco até tentou a vitória, mas não teve eficiência nas conclusões e precisa se contentar com o ponto conquistado em casa. O resultado não satisfaz o elenco, mas o técnico Zé Ricardo se diz contente com o desempenho cruz-maltino.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store



- Não fiquei satisfeito com o resultado, mas com a recuperação da equipe, com a produção do segundo tempo. Acredito que tenhamos produzido o suficiente para vencer a partida. Mas sempre caminhando para a frente, não conseguimos dar um passo maior, mas quarta-feira contra o Atlético vamos fazer melhor.

Para o treinador, o time sentiu um pouco a ansiedade para tentar vencer a partida e chegar ao G-7 do Campeonato Brasileiro.

- Enfrentamos uma grande equipe, primeiro tempo um pouco ansiosos demais, não conseguimos produzir muita coisa tecnicamente . Equipe não desistiu, buscou a vitória até o final. Teve oportunidades para virar a partida. Talvez um pouco de ansiedade novamente para finalizar. Mas nosso time tem muitos meninos. Ansiedade faz parte.

O Vasco é oitavo colocado no Campeonato Brasileiro, com 49 pontos, a um do sétimo lugar, o Flamengo. O time volta a treinar nesta segunda-feira, em São Januário. Na quarta, em casa, enfrenta o Atlético-MG.

Confira a íntegra da coletiva de Zé Ricardo:

Utilização de Evander

O Evander não joga uma partida inteira há muito tempo. Estávamos ressentidos de que pudesse não aguentar o jogo todo. Ele é realmente importante com o jogo um pouco mais espaçado. (Eu o coloquei no segundo tempo) buscando qualidade um pouco maior para tentar chegar tocando a bola.

Volta da torcida

A sinergia tem que ser uma via de mão dupla. A equipe também tem que fazer por onde para a torcida apoiar. No primeiro tempo a torcida talvez tenha percebido o mesmo que eu. Não conseguimos fazer um jogo dentro daquilo que esperávamos. Não estivemos bem tecnicamente.

Opção por Gilberto

O São Paulo tinha quatro homens por dentro, num losango. A gente entendia que o lado direito nosso tinha uma sobrecarga muito grande com o Hernanes. O Gilberto tem essa capacidade física de fechar o lado ali, mas saímos perdendo e decidimos fazer a troca porque tínhamos que andar mais à frente.

Apoio a Jean

Ele é um primeiro volante de característica de marcação, é o jogador que mais rouba bola no brasileiro. A gente precisa desse jogador porque ainda está numa construção. Hoje ele acabou levando azar. Pediu desculpas, mas falei para ele que não tem motivo. Faz parte. Todos erramos. Ficou chateado, mas vida que segue.

Luis Fabiano e Anderson Martins

Luis deve ser consultado novamente amanhã (segunda-feira). O que parece o incomodar não é a lesão, mas a patela. O Anderson treinou hoje, está se sentindo bem melhor. Segunda estará conosco, mas não com bola ainda. Expectativa é voltar na quarta, mas ainda é cedo para falar. Só vai entrar se estiver 100%.

Fonte: Globoesporte.com
Clique para ver a matéria no site fonte

Leia Mais
- Zé Ricardo analisa: 'Talvez o jogo que mais tivemos erros individuais'
- Irreconhecível, Vasco perde para o Atlético-PR e invencibilidade cai
- Invicto há 11 jogos, Vasco visita o Furacão para aproveitar embalo fora do Rio por vaga na Libertadores
- Vasco tenta encerrar jejum de dez anos contra o Atlético-PR
- Leia mais notícias sobre Vasco da Gama em www.futnet.com.br/vasco

Mais sobre - Vasco da Gama